Sociedade

Pais de adolescente agredido continuam em "parte incerta"

Trata-se de mais um caso de violência doméstica, desta vez ocorrido no sítio de Amaro Gonçalves na Luz de Tavira, concelho de Tavira.

 
Um adolescente de 12 anos, foi ao final da tarde deste sábado transportado com ferimentos ligeiros para o Centro Hospitalar Universitário do Algarve por uma equipa da Cruz Vermelha Portuguesa de Tavira, depois de ter sido alegadamente agredido pelo próprio pai, na zona abdominal. Já o avô que também sofreu agressões físicas, foi observado por uma equipa de emergência mas recusou ir à unidade hospitalar. Ao Algarve Primeiro, fonte do Hospital de Faro esclareceu, que “o jovem ficou esta noite para observação, mas não inspira cuidados”.
 
Foi a tia do adolescente que alertou as autoridades pelas 18h00.
 
Contactada pelo nosso jornal, fonte da GNR disse que "o jovem e o avô, já tinham sido agredidos há dias (não especificando quantos). Quando a GNR chegou ao local os pais não estavam em casa, e continuam em parte incerta”.
 
A GNR está investigar o caso.
 
A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e a Segurança Social foram alertadas para a situação.
 
Sabemos que a criança vai ficar mais uma noite na unidade hospitalar em observação. Entretanto, foi contatada a Segurança Social mas até ao momento não obtivemos qualquer resposta.
 
Atualizada às 18h00
Tiago Lima