Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Pais e filhos:sugestões para manter o respeito de parte a parte
Imprimir Partilhar por email
O respeito é algo de fundamental em todas as relações e, pela proximidade, pelos laços afetivos, por se tratar de uma relação para a vida, é fundamental que pais e filhos se respeitem mutuamente. Por norma, os pais exigem e preocupam-se com o respeito que os filhos lhes merecem, mas será que pensam da mesma forma quando dos mais novos se trata?
 
Para ter a certeza de que a vossa relação é partilhada e de respeito mútuo, vale a pena conferir estes 4 tópicos que asseguram o respeito dos pais para com os seus filhos sem perderem de vista a sua posição de adultos, de educadores e de autoridade. Importa relembrar que, quando os pais respeitam os filhos, estes igualmente os respeitam, daí ser tão importante viver uma relação mútua nesse sentido.
 
1. Ouça o que o seu filho tem a dizer, mas respeite também o seu silêncio
 
É importante que os pais percebam os diferentes tempos dos seus filhos. Por um lado, é preciso conter a ansiedade e a curiosidade em fazer um lote de perguntas quando a criança chega a casa. Será muito mais fácil criar um espaço de conversa onde ela sinta essa liberdade para ir dizendo como foi o seu dia, o que almoçou, com quem brincou e o que aprendeu. Depois, é fundamental perceber que a criança, tal como o adulto, precisa do seu tempo de silêncio, sobretudo logo quando chega a casa e em que só tem vontade de brincar ou de fazer alguma atividade do seu agrado. Respeitar estas duas vertentes faz com que os filhos igualmente respeitem o tempo e o espaço dos pais. Ambos estão em liberdade para falarem quando assim o entendem.
  
2. Pergunte o que ele quer
 
Um dos aspetos que mais pontos a favor acarreta na relação entre pais e filhos é possibilitar que, desde cedo, os mais novos participem nas escolhas, seja nas suas, seja a dar uma opinião ou uma sugestão.  Os pais é que decidem aquilo que é mais importante, no entanto, é fundamental mostrar aos mais novos que a sua opinião conta e que os pais também a acatam. Uma saída de casa por exemplo, um passeio em família, devem ser sugeridos por todos, tal como uma brincadeira. Este aspeto é essencial para o respeito de parte a parte e também para a conquista da autoconfiança e da autonomia da criança.
 
3. Respeite o tempo do seu filho
 
As crianças vivem essencialmente no presente e, como tal, não conseguem organizar muito bem o seu tempo. Esta é uma das causas pelas quais muitos pais se aborrecem já que a criança não tem pressa para se vestir, para tomar banho ou para arrumar o seu quarto. Não existe uma preocupação com o futuro como se passa com os adultos. O segredo é equilibrar as coisas o melhor possível, de forma a que a criança vá crescendo e compreendendo essa importância e aprender a gerir o seu tempo. Quando não há pressa, ela pode aproveitar o seu tempo livremente, quando há uma hora marcada; os horários para cumprir, os pais devem explicar-lhe que tem de se apressar porque tem de ir para a escola ou para outra atividade que tem uma hora marcada. Este respeito pelo seu tempo e, ao mesmo tempo o contacto com a realidade que tem outras exigências, é crucial para o desenvolvimento da criança, para se organizar no mundo e para perceber que há tempos diferentes para diferentes atividades.
 
4. Aceite o seu filho tal como é
 
Os pais tendem e, é quase impossível que tal não acontece, a construir expetativas em relação ao seu filho. Desejam que ele seja como eles, que lhes siga o exemplo, que tenha o melhor que eles têm e daí por diante, mas sem se aperceberem, um excesso desta postura, vai levar a uma profunda falta de respeito para com a criança. Se ela tiver de estar sempre a imitar os pais em tudo, deixa de ser ela mesma, fica sem espaço para se descobrir e para se desenvolver. Por essa razão, é essencial assumir que o filho terá qualidades positivas e negativas, que terá traços do pai e da mãe, tal como terá as suas caraterísticas, razão pela qual é preciso aprender a respeitar para ser também respeitado. Se a criança sente que os pais gostam dela tal como é, mais facilmente vai respeitar e aceitar os pais tal como são. Este respeito deve começar no berço e prolongar-se pela vida fora. A criança não precisa de crescer com as caraterísticas do avô e da avó, ser melhor que um primo e daí por diante. Precisa de ter estímulos positivos para que aprenda e para que seja ela mesma.
 
Esta é a base para a fase seguinte que é a adolescência. Quanto melhor decorrer a infância, mais facilitada será a fase seguinte e todo o percurso de um ser humano.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88032)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37641)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21359)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15230)

Não podemos viver sem amor

(12363)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11550)

A mentira: um mal necessário

(9689)

Idade não traduz maturidade

(9524)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9473)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8972)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8693)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8686)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7362)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6398)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6048)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5807)

É Demissexual?

(5624)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5536)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5458)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5421)

A “ciência” do aperto de mão

(5286)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5050)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4966)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4923)

O poder das ervas aromáticas

(4899)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4856)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4835)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4724)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4647)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4591)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4561)

A família é a base do sucesso escolar

(4513)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4404)

O que muda na mulher aos 40?

(4388)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4380)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4351)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4308)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4300)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4275)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4238)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4160)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4117)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4075)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3997)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3973)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3925)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3910)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3865)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3853)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3830)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Vídeo que promove Algarve nestas férias é "sucesso" nas redes sociais

Vídeo que promove Algarve nestas férias é "sucesso" nas redes sociais

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
PCP questiona Governo sobre salários em atraso no Vila Nova Resort

PCP questiona Governo sobre salários em atraso no Vila Nova Resort

ver mais
 
Câmara de Silves e Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines unidos no projeto "Somos Mesmo Inclusivos!"

Câmara de Silves e Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines unidos no projeto "Somos Mesmo Inclusivos!"

ver mais
 
Portimão junta várias entidades e cria núcleo de planeamento e intervenção para sem-abrigo

Portimão junta várias entidades e cria núcleo de planeamento e intervenção para sem-abrigo

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio