Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Pais felizes proporcionam mais felicidade aos filhos
Imprimir Partilhar por email
Ao longo dos tempos, vão-se atualizando os conceitos de maternidade e paternidade e com isso, dando espaço a novas formas de estar e de pensar em família.
 
Se há uns anos atrás era a mãe, a avó, as tias e as vizinhas que ajudavam na educação das crianças enquanto que o pai trabalhava e se ocupava com os seus amigos, no tempo moderno em que vivemos, pai e mãe estão juntos nessa tarefa. Cada um á sua maneira, cada um com o seu papel definido, mas o casal vai-se unindo em torno da parentalidade como se pretende, pois os filhos precisam de ambos os alicerces para crescerem mais sadios e seguros. Mesmo que o casal esteja separado, é essencial que mantenha uma boa relação a ponto de poder ajudar no desenvolvimento dos filhos; isso é elementar nos nossos dias.
 
Com este acumular de responsabilidades, muitos casais dedicaram-se tanto à educação dos filhos que se esqueceram do seu casamento, acabando por  sufocar a criança ou o jovem com atenção e por deixar cair o amor, a amizade, a conversa e tudo o que une um casal. Como resultado, dispararam os divórcios, sobretudo nas sociedades mais desenvolvidas onde é menor a influencia dos avós e os filhos acabam por não encontrar o apoio de ambos os pais na sua vida.
 
Para evitar que tal aconteça, é importante que, depois do nascimento dos filhos, o casal não perca de vista aquilo que os uniu no namoro: os sentimentos, o projeto de vida em comum, o prazer em estar um com o outro, a vontade de sair em conjunto e daí por diante.
 
As atividades das crianças são ótimas tanto para o casal que pode aproveitar para fazer também um programa a dois nesse período de tempo, como ajudam os filhos a serem mais autónomos, a criarem os seus planos de vida, a conhecerem-se melhor, a fazerem amizades e a serem também mais felizes. É uma ilusão pensar que os filhos são felizes só porque os pais lhes dão atenção, bens materiais e prendas. Os filhos são felizes quando os pais estão felizes, quando têm um casamento saudável e equilibrado, quando conversam tanto com o filho como entre si e fazem os seus programas a dois. Isto faz bem a toda a família.
 
Se não pensou nisto e só agora está disposto a tomar essa decisão, saiba que nunca é tarde para mudar, muito menos para melhor. Comece por inscrever o seu filho numa ocupação de tempos livres que o possa preencher e agradar. Pode ser uma atividade desportiva, um grupo de escoteiros ou outro em que tenha atividades regulares e onde os pais o possam deixar com outras crianças e adultos de forma segura. Nesse tempo, organizem-se e façam também uma atividade em casal que pode ser aulas de qualquer coisa, participar em palestras ou simplesmente lanchar fora e beber um café sem os filhos. Esse tempo será certamente muito bem aproveitado por todos.
 
Pode também contratar uma babá para que o seu filho possa ficar em casa enquanto vocês saem, não importa, é preciso é que procurem uma solução para estarem mais tempo juntos a dois para que possam alimentar a relação de uma forma saudável e descontraída.
 
Ao mesmo tempo, aprendemos a libertar um pouco mais os nossos filhos que andam excessivamente controlados e com medo a mais. As crianças de hoje estão tão condicionadas que, só quando se sentem um pouco mais libertas é que se conhecem melhor, é que deixam de andar em piloto-automático de uma atividade para outra. Os nossos filhos também precisam que os adultos estejam mais ocupados um com o outro para que possam ter alguma folga desse excesso de proteção e de atenção. Esta é a razão pela qual se diz que, quando os pais estão felizes, os filhos beneficiam, pois podem brincar mais, fazer novas experiências, ter mais imaginação e daí por diante.
 
Não tenhamos ilusões de que estamos a fazer o melhor para os nossos filhos controlando-os e protegendo-os demais. As crianças precisam de espaço para colocarem em evidencia as suas brincadeiras, aquilo que é próprio da idade para que cheguem à adolescência mais seguros, confiantes e com um melhor comportamento. Se prendermos demais os nossos filhos, eles vão saltar todas as etapas até chegarem á idade adulta, aí aos 18 anos, vão fazer tudo aquilo que não puderam fazer, mas fora de tempo…Por isso e para manter o seu casamento, dê tempo e espaço à vossa vida conjugal e à vossa tarefa de pai e de mãe.
 
Em liberdade, todos vão ser mais felizes, todos vão querer estar à mesa juntos para contar as novidades, todos vão estar mais entusiasmados e muito mais próximos uns dos outros. A liberdade que damos aos nossos filhos é tão gratificante que eles gostam muito mais de nós, valorizam muito mais o tempo em que estamos juntos e apreciam muito mais os seus pais enquanto exemplos de vida. É preciso dosear muito bem a relação para evitar cair nos extremos, por isso, aconselho a que tenha um tempo para si, para o seu cônjuge e outro para os seus filhos. Estabelecida a regra, descontraia, pois estará certamente a fazer o melhor que sabe e que pode no tempo que lhe resta após o trabalho, mas anote que não precisa de muitas horas para isso, às vezes bastam alguns minutos para que o seu filho fique radiante, tal como basta uns momentos a dois para que se libertem os sentimentos entre o casal. É preciso que que esteja ali, de verdade, com disponibilidade.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88037)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37645)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21395)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15252)

Não podemos viver sem amor

(12369)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11555)

A mentira: um mal necessário

(9694)

Idade não traduz maturidade

(9533)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9478)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8978)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8695)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8690)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7367)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6419)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6052)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5811)

É Demissexual?

(5629)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5538)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5462)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5426)

A “ciência” do aperto de mão

(5290)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5052)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4967)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4926)

O poder das ervas aromáticas

(4902)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4863)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4836)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4727)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4652)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4594)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4564)

A família é a base do sucesso escolar

(4515)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4405)

O que muda na mulher aos 40?

(4393)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4382)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4353)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4311)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4302)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4276)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4240)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4161)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4120)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4076)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(4000)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3974)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3930)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3911)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3867)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3854)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3832)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Marido suspeito de assassinar mulher em Olhão

Marido suspeito de assassinar mulher em Olhão

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Marido suspeito de assassinar mulher em Olhão

Marido suspeito de assassinar mulher em Olhão

ver mais
 
Algarve 2020 reserva 4,3 milhões para apoiar na remoção de amianto nas escolas

Algarve 2020 reserva 4,3 milhões para apoiar na remoção de amianto nas escolas

ver mais
 
Lagoa continua a ser a única Câmara Municipal do país com a Certificação da Norma Portuguesa 4552:2016

Lagoa continua a ser a única Câmara Municipal do país com a Certificação da Norma Portuguesa 4552:2016

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio