Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Paulo Morais foi o convidado do 2º Encontro da Tertúlia Olhanense

Paulo Morais foi o convidado do 2º Encontro da Tertúlia Olhanense
Imprimir Partilhar por email
13-02-2020 - 12:34
Em nota de imprensa, a Tertúlia Olhanense recorda que foi recentemente criada, mas que, tem vindo a colher mais participantes em cada sessão. É composta por 60 membros de todos os quadrantes políticos, sociais e empresariais, reúne de dois em dois meses exclusivamente no concelho de Olhão, tendo como objetivo central que, a sociedade civil olhanense debata temas de interesse nacional, regional e local.
 
A mesma nota resume que o 2.º Encontro da Tertúlia Olhanense que ocorreu a 31 de janeiro e que, “foi um sucesso pois contou com mais 50% de participantes que o 1.º evento”.
 
Segundo a organização, a Tertúlia está a afirmar-se na sociedade civil olhanense “como um espaço necessário, livre e de saudável discussão”.
 
Do segundo encontro a Tertúlia destaca a intervenção “desassombrada do Dr. Paulo Morais, que colocou ‘o dedo na ferida’ na autêntica chaga social que é a corrupção no nosso País”. A mesma nota evidencia que, as suas considerações “deixaram alguns dos presentes incrédulos” com questões como: como é possível este grau de corrupção num País tão pequeno como o nosso?
 
Paulo Morais avançou que, Portugal se encontra no 30.º lugar dos países mais corruptos, e que a corrupção é sistémica e está entranhada nos próprios agentes do Estado.
 
A mesma fonte cita ainda que, a maior corrupção parte do Estado Central e das Autarquias, sendo destacados os casos na Banca e na Ponte Vasco da Gama.
 
Paulo Morais aprofundou o urbanismo e o planeamento nas autarquias que, “proporciona grandes esquemas de corrupção onde os interesses privados se sobrepõem aos interesses públicos”.
 
Em jeito de conclusão, a Tertúlia aponta que, “é preciso uma justiça mais célere e a atuar sem piedade contra o crime económico”.
 
Realçando que, “tem de terminar a promiscuidade entre os grandes escritórios de advogados que fazem as leis e depois elaboram pareceres que custam milhões a esclarecer os pareceres que eles próprios elaboraram com a agravante destes advogados litigarem contra o Estado em nome dos privados usando as leis que elaboraram”, a organização fechou o encontro, com a promessa de se voltar a reunir daqui a dois meses.
 
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Vídeo de duas lontras a "passearem" na Marina de Lagos torna-se viral

Vídeo de duas lontras a "passearem" na Marina de Lagos torna-se viral

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
"Acordes na Aldeia" com o Jazz de Mario Delgado & Carlos Barretto

"Acordes na Aldeia" com o Jazz de Mario Delgado & Carlos Barretto

ver mais
 
Perigo Público & Sickone e convidados no Cineteatro Louletano para apresentação do novo disco

Perigo Público & Sickone e convidados no Cineteatro Louletano para apresentação do novo disco

ver mais
 
"Stand Up Sessions" leva muito humor ao Auditório Municipal de Olhão

"Stand Up Sessions" leva muito humor ao Auditório Municipal de Olhão

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio