siga-nos | seja fã
PUB
 

PCP condena falta de médicos na Maternidade do CHUA

PCP condena falta de médicos na Maternidade do CHUA
Imprimir Partilhar por email
14-09-2018 - 12:08
Em nota de imprensa, o Grupo Parlamentar do PCP indica que remeteu uma pergunta ao Governo “sobre a falta de médicos no Bloco de Partos do Hospital de Faro”.
 
Segundo a mesma nota, “o Hospital de Faro, do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, é um hospital de apoio perinatal diferenciado”, pelo que, tendo em conta a qualidade e a segurança dos atos médicos, “a equipa de urgência de ginecologia e obstetrícia deveria ser constituída por, pelo menos, quatro médicos”.
 
Contudo, de acordo com informação chegada ao Grupo Parlamentar do PCP, “esse número mínimo de médicos não está a ser assegurado”.
 
O PCP apresenta como exemplo que,  “no turno das 20:30 do dia 6 às 8:30 do dia 7 de setembro apenas se encontravam de serviço duas médicas especialistas de ginecologia e obstetrícia”.
 
Os comunistas sublinham que, “tal circunstância pode colocar em causa a integridade física e o direito à vida das parturientes e dos nascituros”. 
 
Chegou também ao conhecimento do Grupo Parlamentar do PCP que nos passados dias 6, 7 e 8 de setembro, “devido à escassez de elementos médicos, apenas foram garantidos os serviços mínimos no Bloco de Partos do Hospital de Faro”, implicando que “todas as grávidas e todas as patologias obstétricas e ginecológicas do concelho de Albufeira fossem encaminhadas para o Bloco de Partos do Hospital de Portimão” e que as “grávidas de termo que se encontravam em situação de trabalho de parto na Maternidade de Faro, em condições de serem transferidas, fossem transferidas também para o Hospital de Portimão”.
 
O PCP reafirma que, “estão são situações inaceitáveis, devendo o Governo agir, de forma diligente”, para garantir que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve “é dotado de recursos humanos adequados ao seu normal funcionamento”.
 
O Grupo Parlamentar do PCP, por intermédio dos deputados Paulo Sá, eleito pelo Algarve, e Carla Cruz, questionou o Ministro da Saúde, dirigindo-lhe as seguintes perguntas:
 
Confirma o Governo que nos dias 6, 7 e 8 de setembro no Bloco de Partos do Hospital de Faro apenas foram garantidos os serviços mínimos, implicando a transferência de grávidas para o Hospital de Portimão, devido à escassez de médicos especialistas?
 
Com que frequência se têm verificado estas situações no Bloco de Partos do Hospital de Faro e também do Hospital de Portimão?
 
Que medidas estão a ser tomadas pelo Governo para garantir um número adequado de elementos médicos nos Blocos de Partos destes dois hospitais algarvios?
 
Quando prevê o Governo que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve possa contar com um número adequado de médicos especialistas em ginecologia e obstetrícia?
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

BE:Parlamentares vão “em Bloco” à Ualg e questionam Governo sobre praxes



-

PCP quer medidas urgentes para travar degradação da rede ferroviária do Algarve



-

PSD diz que Faro está a ser "vítima" de decisões do Governo



-

Cristóvão Norte diz que, «CP está no grau zero de serviço e no menos um de respeito aos utentes do Algarve»



-

PCP promove sessão evocativa da fuga de Caxias com Domingos Abrantes em Olhão



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Colisão aparatosa logo pela manhã na EN125

Colisão aparatosa logo pela manhã na EN125

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Já se encontram abertas candidaturas para a Feira de Verão de Quarteira

Já se encontram abertas candidaturas para a Feira de Verão de Quarteira

ver mais
 
Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal

Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal

ver mais
 
Castro Marim:Despiste de veículo pesado faz duas vítimas mortais e um ferido

Castro Marim:Despiste de veículo pesado faz duas vítimas mortais e um ferido

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio