Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

PCP quer do Governo "medidas céleres e decisivas" para as maternidades de Faro e Portimão

PCP quer do Governo "medidas céleres e decisivas" para as maternidades de Faro e Portimão
Imprimir Partilhar por email
10-07-2019 - 10:59
No passado dia 27 de junho, depois de uma visita ao Serviço de Pediatria do Hospital de Portimão, o Grupo Parlamentar do PCP diz ter dirigido uma questão ao Ministério da Saúde, alertando para as consequências "gravosas" da carência de médicos pediatras, quer na Urgência Pediátrica, quer no Bloco de Partos do Hospital de Portimão.
 
Dias depois, a maternidade do Hospital de Portimão foi encerrada (no fim de semana de 6/7 de julho), o que, de acordo com um comunicado do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), se deveu ao facto de «não ser possível garantir o apoio de pediatra com competências na área da neonatologia na referida unidade».
 
Os comunistas revelam que o comunicado do CHUA adiantava que as parturientes "com condições para serem transferidas em segurança, serão encaminhadas para a Unidade Hospitalar de Faro". Contudo, de acordo com notícias vindas a público, nesse fim de semana uma grávida de 28 semanas terá sido transferida do Hospital de Portimão para o de Évora, já que a maternidade do Hospital de Faro também não teria capacidade para dar resposta aos prematuros devido à falta de profissionais.
 
Para o PCP estas situações não deveriam estar a ocorrer, exigindo da parte do Governo "medidas céleres e decisivas" que garantam que as maternidades dos hospitais de Faro e de Portimão possam funcionar normalmente, dispondo para o efeito de um número adequado de médicos especialistas.
 
Deste modo o Grupo Parlamentar do PCP, por intermédio dos deputados Paulo Sá, eleito pelo Algarve, e Carla Cruz, questionou a Ministra da Saúde, dirigindo-lhe as seguintes perguntas:
 
Confirma o Governo que durante o encerramento da maternidade do Hospital de Portimão, no passado fim de semana, uma grávida de 28 semanas teve de ser transferida desse hospital para o de Évora, já que a maternidade do Hospital de Faro também não teria capacidade para a receber?
 
Que medidas, céleres e decisivas, irá o Governo tomar para garantir o normal funcionamento das maternidades dos hospitais de Faro e de Portimão, designadamente ao nível dos recursos humanos?
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Descubra o que vai mudar na 38ª Concentração de Faro

Descubra o que vai mudar na 38ª Concentração de Faro

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Este domingo os veraneantes são convidados a limpar a Ria

Este domingo os veraneantes são convidados a limpar a Ria

ver mais
 
PAN questiona autarquia de Olhão acerca de gatos abandonados

PAN questiona autarquia de Olhão acerca de gatos abandonados

ver mais
 
 Famílias convidadas ao programa de Ciência Viva no Verão no Algarve. Saiba mais aqui

Famílias convidadas ao programa de Ciência Viva no Verão no Algarve. Saiba mais aqui

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio