Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

PCP questionou Governo sobre resolução dos problemas do Serviço de Cardiologia e de Obstetrícia do Hospital de Faro

PCP questionou Governo sobre resolução dos problemas do Serviço de Cardiologia e de Obstetrícia do Hospital de Faro
Imprimir Partilhar por email
03-01-2019 - 18:13
Duas especialidades com carência de profissionais e de condições de trabalho.
 
Em setembro de 2018, o PCP diz ter questionado o Governo sobre a acentuada carência de médicos no Bloco de Partos do Hospital de Faro, carência "que levou a que, no início desse mês, durante alguns dias, apenas tenham sido garantidos os serviços mínimos no Bloco de Partos, implicando que as grávidas de termo que se encontravam em trabalho de parto na Maternidade de Faro fossem transferidas para o Hospital de Portimão".
 
Passados quase 4 meses, os comunistas confirmam que o Governo "ainda não se dignou responder à pergunta do PCP, atitude que configura um desrespeito pelas competências fiscalizadoras da Assembleia da República e, acima de tudo, um desrespeito pelos utentes e profissionais de saúde do Hospital de Faro".
 
No passado mês de dezembro uma delegação do PCP, integrando o deputado Paulo Sá eleito pelo Algarve, visitou o Serviço de Obstetrícia do Hospital de Faro, constatando "in loco a acentuada carência de profissionais de saúde, a exiguidade das instalações e a obsolescência de algum equipamento médico".
 
No serviço de Obstetrícia do Hospital de Faro há apenas 19 médicos especialistas (obstetras e ginecologistas), quando deveriam ser, pelo menos 25 ou 26, adianta o PCP em comunicado.
 
Muitos destes médicos, devido à sua idade, já não fazem urgências, sendo necessário recorrer a médicos externos prestadores de serviços para esse fim.
 
Apesar desta carência, no procedimento concursal para a contratação de 413 profissionais de saúde, nas áreas Hospitalar, Saúde Pública e Medicina Geral e Familiar, aberto no passado dia 19 de dezembro, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve não foi contemplado com qualquer vaga na especialidade de Ginecologia/Obstetrícia, lamenta o PCP.
 
No serviço de Obstetrícia do Hospital de Faro há ainda carência de enfermeiros, agravada com a saída de profissionais para outras unidades de saúde. De acordo com informação recolhida pela delegação do PCP, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve está a aguardar autorização do Ministério da Saúde, desde setembro do ano passado, para a contratação dos enfermeiros em falta.
 
Também os assistentes operacionais são insuficientes, situação que é agravada pelo facto de a idade média destes profissionais de saúde ser muito alta.
 
Apesar das obras de beneficiação, realizadas em 2010, os espaços do Serviço de Obstetrícia são exíguos, problema cuja resolução exige – na opinião do PCP – "a construção, há muito prometida, mas sempre adiada, do novo Hospital Central do Algarve".
 
Alguns equipamentos do Serviço de Obstetrícia do Hospital de Faro são antiquados, precisando urgentemente de ser substituídos.
 
Assim, o Grupo Parlamentar do PCP, por intermédio dos deputados Paulo Sá e Carla Cruz, questionou a Ministra da Saúde, dirigindo-lhe as seguintes perguntas:
 
Reconhece o Governo que há carência de médicos especialistas de Obstetrícia e Ginecologia no Hospital de Faro e no Hospital de Portimão? Que medidas têm sido tomadas para dotar os Serviços de Obstetrícia destes dois hospitais de um número adequado de médicos especialistas?
Por que motivo, no procedimento concursal para a contratação de 413 profissionais de saúde, nas áreas Hospitalar, Saúde Pública e Medicina Geral e Familiar, aberto no passado dia 19 de dezembro, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve não foi contemplado com qualquer vaga na especialidade de Ginecologia/Obstetrícia?
Como justifica o Governo que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve esteja a aguardar autorização, desde setembro do ano passado, para a contratação dos enfermeiros em falta no Serviço de Obstetrícia? Quando será dada essa autorização?
Que medidas têm sido tomadas para dotar o Serviço de Obstetrícia de um número adequado de assistentes operacionais?
Reconhece o Governo que as instalações do Serviço de Obstetrícia do Hospital de Faro são exíguas? Que medidas tenciona o Governo tomar para ultrapassar este problema?
Quando será renovado o equipamento obsoleto do Serviço de Obstetrícia? Qual a verba prevista para esse fim?
 
Também no passado mês de maio, e na sequência de uma denúncia subscrita por 25 enfermeiros, o Grupo Parlamentar do PCP questionou o Governo sobre a resolução de problemas no Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro.
 
7 meses depois uma delegação do PCP, integrando o deputado Paulo Sá visitou este Serviço, tendo constatado, segundo adianta o mesmo comunicado, que continua a haver carência de médicos especialistas. 
 
Continua a verificar-se carência de enfermeiros, técnicos superiores e assistentes operacionais, sendo necessário proceder urgentemente à abertura de concursos para a contratação destes profissionais de saúde, alertam os comunistas, que registaram ainda as "más" instalações do Serviço de Cardiologia. 
 
O Serviço de Cardiologia tem falta de algum equipamento (por exemplo, um ecocardiógrafo 3D, cuja aquisição está prometida há 4 anos) e debate-se com falta de material clínico (a delegação do PCP foi alertada para o facto de a sala de hemodinâmica, apesar de possuir recursos humanos e equipamento adequados, ter a sua capacidade diminuída pela recorrente falta de consumíveis).
 
Sobre esta matéria o Grupo Parlamentar do PCP, por intermédio dos deputados Paulo Sá e Carla Cruz, também questionou a Ministra da Saúde, dirigindo-lhe as seguintes perguntas:
 
Reconhece o Governo que há carência de médicos especialistas no Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro e que este problema não será resolvido, mas apenas mitigado, com a possível contratação de um médico cardiologista no âmbito do procedimento concursal aberto no passado dia 19 de dezembro? Que outras medidas irá o Governo adotar para garantir que este Serviço disporá de um número adequado de médicos especialistas?
Quando serão abertos concursos para dotar o Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro de um número adequado de enfermeiros, técnicos superiores e assistentes operacionais?
Como justifica o Governo o atraso das obras de requalificação do Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro, as quais – de acordo com a resposta do Ministério da Saúde à pergunta n.º 2093/XIII/3.ª do PCP – deveriam ter sido iniciadas em 2018? Confirma o Governo que essas obras terão início em 2019? Em caso afirmativo, em que mês? Quando estarão concluídas? Qual a verba disponível para essas obras?
Quando será o Serviço de Cardiologia dotado de um ecocardiógrafo 3D, cuja aquisição está prometida há 4 anos? Que outro equipamento será adquirido para o Serviço de Cardiologia em 2019?
Como justifica o Governo a falta de material clínico no Serviço de Cardiologia, que obrigou, por exemplo, à transferência de um doente para Lisboa por falta de um pacemaker para lhe ser colocado? Que medidas, urgentes, serão tomadas para ultrapassar este problema?
 
 
 
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

PCP questiona Ministra sobre obras a realizar nos tribunais algarvios em 2019



-

Bloco de Esquerda critica condições "indignas" no transporte de doentes não urgentes do Hospital de Faro



-

PSD acusa Presidente da Assembleia Municipal de Faro de fazer "política bota-abaixista"



-

Faro:Deputado Luís Graça "tomou nota" de propostas dos alunos da Escola Pinheiro e Rosa para reverter o aquecimento global



-

CDU propõe que Assembleia Municipal de Olhão discuta a não aceitação da transferência de competências



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Tavira:Predador sexual vai ser julgado

Tavira:Predador sexual vai ser julgado

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clube de Artes Marciais de Altura apurado para Campeonato Nacional de Judo

Clube de Artes Marciais de Altura apurado para Campeonato Nacional de Judo

ver mais
 
PCP questiona Ministra sobre obras a realizar nos tribunais algarvios em 2019

PCP questiona Ministra sobre obras a realizar nos tribunais algarvios em 2019

ver mais
 
Câmara de Portimão aceita novas competências do Governo

Câmara de Portimão aceita novas competências do Governo

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio