Sociedade

Portimão aprova estratégia "robusta e ambiciosa" a 10 anos na defesa da floresta contra incêndios

Foto|CM Portimão
Foto|CM Portimão
A Assembleia Municipal aprovou, por unanimidade, o novo Plano de Defesa da Floresta Contra Incêndios, que organiza a prevenção e o combate na próxima década.

 
Sob a divisa #portimaosemfogosdependedetodos, foi na passada terça-feira, 30 de junho, apresentada, votada e aprovada por unanimidade, por todos os membros dos partidos com assento na Assembleia Municipal de Portimão, o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) para os próximos 10 anos (2020-2029/30). 
 
Segundo informa o Município em comunicado, trata-se de uma estratégia "robusta e ambiciosa" que contou com o envolvimento das entidades que concorrem para a prevenção e o combate aos incêndios rurais no concelho. 
 
Embora a Comissão Municipal de Defesa da Floresta de Portimão tenha aprovado, igualmente por unanimidade, a 30 de abril, o Plano Operacional Municipal (POM), que materializa a estratégia de prevenção e combate aos incêndios rurais para o presente ano, e que é revisto anualmente, com este plano fica materializada e assumida a estratégia do município para os próximos anos, no que respeita à conservação e defesa do espaço rural do concelho. 
 
De acordo com o mesmo documento, o Plano agora aprovado, foi elaborado pelo Gabinete Técnico Florestal do Serviço Municipal de Proteção Civil e mereceu parecer favorável da Comissão Municipal de Defesa da Floresta e um parecer vinculativo do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), tendo sido aprovado em uníssono pelo executivo da Câmara Municipal e por todos os membros da Assembleia Municipal, após um período de consulta pública. 
  
Este novo plano reflete ainda um diagnóstico atualizado que serve de base a uma planificação de ação que se pretende "eficaz e de apoio à decisão" para quem tem a responsabilidade de prevenir e/ou combater os incêndios no concelho.  
 
Tem um cronograma de intervenções que tem por base o trabalho realizado nos últimos anos, tanto dos recursos existentes, como dos comportamentos de risco e o planeamento de ações que suportam esta estratégia municipal, definindo metas, indicadores, responsáveis e a respetiva estimativa orçamental, realça a autarquia. 
 
Na mesmo comunicado, o Município diz que Portimão tem sido reconhecido no país, e até internacionalmente, pelo entrosamento da sua estrutura municipal de proteção civil na comunidade, através da articulação e coordenação institucional entre os responsáveis políticos, o serviço e agentes de Proteção Civil e demais entidades cooperantes, "mas sobretudo pelo envolvimento do cidadão e a sua consciencialização para uma cultura de segurança, proporcionando uma comunidade cada vez mais resiliente".