Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Presidente da Câmara de Silves «indignada» com ponto a que chegou o SNS na região

Presidente da Câmara de Silves «indignada» com ponto a que chegou o SNS na região
Imprimir Partilhar por email
13-07-2019 - 16:06
A Presidente da Câmara Municipal de Silves, diz que a «saúde dos algarvios tem que ser vista com outros olhos» relativamente aos casos recorrentes de encerramento temporário na Maternidade e no Serviço de Pediatria do Hospital de Portimão, o que de resto está a acontecer este fim-de-semana.
 
Sendo autarca de um concelho que é particularmente afetado por esta situação, Rosa Palma referiu ao Algarve Primeiro que se está «a arrastar um problema, onde se atira a batata quente de um lado para o outro e não se vai à raiz do que realmente se está a passar».
 
A edil que confessou recorrer ao serviço público quando precisa de cuidados de saúde, diz que tem acompanhado com preocupação o que se está a passar no CHUA, (Centro Hospitalar e Universitário do Algarve), na medida em que o seu concelho «tem muita população idosa e necessitada de cuidados de saúde». 
 
Para Rosa Palma não há dúvidas de que se trata de «um problema que tem de ser visto com outros olhos. Temos de ver a região do Algarve e o contexto da saúde e perceber o que de facto se está a passar, não basta só dizer que se abrem concursos e não há candidatos, se os concursos ficam desertos, e ninguém quer vir trabalhar para o Algarve, temos de perceber a razão, tentar saber o que está na base desta rejeição para a poder alterar, há que ter essa coragem».
 
Acreditando que o Algarve tem de ser visto na sua globalidade, mas com um problema específico na área da saúde, a responsável diz-se «indignada com a degradação a que o SNS tem chegado. Temos idosos que têm de se deslocar para Faro à procura de um médico, que esperam horas por uma consulta e que têm de percorrer muitos quilómetros para serem atendidos».
 
O mesmo se passa no caso das grávidas, «é inadmissível que esta realidade esteja a acontecer e que se fale no problema, que se lamente a realidade, mas que nada se faça para melhorar a situação. Delegam-se competências, mudam-se os nomes, mas o problema persiste. É aqui que temos de ir ao fundo da questão, e chegámos a um ponto em que tem de se fazer essa mudança», vaticinou a autarca.
 
Recorde-se que esta sexta-feira, a Ministra da Saúde esteve de visita ao CHUA, em Faro e Portimão, reconhecendo que há dificuldades no preenchimento das escalas de serviço e admitindo que o Serviço de Pediatria do Hospital de Portimão, «tenha neste e eventualmente no próximo fim-de-semana», dificuldades no internamento por falta de pediatras.
 
A Governante confirmou que poderá haver casos em que crianças tenham de ser transferidas para Faro, incluindo o Serviço de Neonatologia.
 
Para já, a normalidade regressa na próxima segunda-feira ao Hospital de Portimão. O Algarve Primeiro sabe que neste Verão, poderão ocorrer novas situações do género, nomeadamente 9 dias em julho, 10 em agosto e 11 em setembro.
 
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Violência:Homem deixa namorada inconsciente na via pública

Violência:Homem deixa namorada inconsciente na via pública

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Polícia Marítima apreende cerca de 140Kg de berbigão na Ria Formosa

Polícia Marítima apreende cerca de 140Kg de berbigão na Ria Formosa

ver mais
 
Covid.19:Zoomarine anuncia reabertura com reforço das medidas de segurança sanitária e limite de capacidade

Covid.19:Zoomarine anuncia reabertura com reforço das medidas de segurança sanitária e limite de capacidade

ver mais
 
PSD questiona Secretária de Estado do Turismo sobre "autocaravanismo selvagem" na Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano

PSD questiona Secretária de Estado do Turismo sobre "autocaravanismo selvagem" na Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio