Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

"Pressões" e "falta de transparência" levam à renúncia do presidente da Assembleia Municipal de Loulé

"Pressões" e "falta de transparência" levam à renúncia do presidente da Assembleia Municipal de Loulé
Adriano Pimpão
Imprimir Partilhar por email
29-06-2020 - 17:02
O presidente da Assembleia Municipal de Loulé, Adriano Pimpão, disse hoje que vai renunciar ao cargo “magoado” com “as pressões” da maioria socialista para ser “mais parcial” e com a “falta de transparência” municipal em áreas como o urbanismo.
 
Eleito como independente pelo PS, Adriano Pimpão preside à Assembleia Municipal de Loulé desde 2013 e tomou a decisão de deixar o cargo durante a última reunião do órgão autárquico, na sexta-feira, que foi interrompida e será retomada hoje, mas com a segunda secretária a substituí-lo nessas funções.
 
O antigo reitor da Universidade do Algarve explicou à Lusa que vai ainda comunicar por carta a decisão aos deputados municipais e participar no processo para “combinar a forma como irá decorrer ou como será organizada a assembleia para eleição do novo presidente”, deixando o cargo quando o processo estiver concluído, “dentro de 15 dias”, estimou.
 
“E esse será o meu último ato institucional”, garantiu Adriano Pimpão, frisando que até lá “assume provisoriamente o lugar a primeira secretária da mesa, que conduzirá o processo eleitoral”, deixando, depois, as funções de presidente e deputado municipal na autarquia liderada por Vítor Aleixo.
 
Questionado sobre as razões que o levaram a anunciar a renúncia ao cargo, a mesma fonte respondeu que há “causas próximas e remotas”, estando as mais “remotas” relacionadas com situações que já “vêm do mandato anterior” e que se referem à “necessidade de reforma dos serviços da Câmara e do atendimento ao munícipe” para a gestão autárquica ser "mais transparente".
 
“A Câmara tem uma fama que não enobrece os órgãos autárquicos nem o município, porque, normalmente, o atendimento ao munícipe é um calvário e alguns técnicos que apresentam projetos recusam-se a trabalhar com o município de Loulé porque não percebem os critérios e a forma de decisão é pouco transparente”, concretizou.
 
Adriano Pimpão disse que sempre advogou por seguir a tendência de “muitos municípios que estão a reformar a administração e a criar lojas de munícipes” para permitir que os cidadãos “sigam via ‘on-line’ os processos que entram” na autarquia, e esperava que fosse a política a seguir após as eleições de 2017, mas lamentou que “o PS em Loulé não tenha feito isso".
 
O professor catedrático recordou que, em 2017, com a maioria absoluta do PS na autarquia e na Assembleia Municipal, sentiu que havia “uma oportunidade” para seguir essa tendência e o sentimento era de “alguma esperança”, mas depois as coisas “foram-se degradando” com a maioria socialista no município.
 
“Em vez disso, começam a fechar-se e começa a haver muita arrogância, não só com as outras bancadas - e eu como presidente da AM não sou presidente de uma fação, sou presidente de todos, e tenho que seguir o que a lei diz em termos de funcionamento de uma assembleia -, e também comecei a receber pressões para ser mais parcial”, criticou.
 
Adriano Pimpão disse que sempre pensou acabar o mandato, mas na sexta-feira anunciou a renúncia após ter proposto um processo de averiguações a queixas “apresentadas por munícipes sobre questões relativas a decisões dos serviços, dualidade de critérios e procedimentos pouco abonatórios numa administração moderna e transparente”, relacionados, sobretudo, com “o urbanismo”.
 
A maioria PS precisou de “aprofundar a questão e informar a assembleia dos resultados, de uma forma pouco amistosa na relação entre órgãos”, precipitando a renúncia ao cargo, lamentou.
 
Lusa
 
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Covid.19:Novos casos são de Lagos e Portimão (contagem por concelho)

Covid.19:Novos casos são de Lagos e Portimão (contagem por concelho)

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Covid 19:DGS confirma 9 casos no Algarve

Covid 19:DGS confirma 9 casos no Algarve

ver mais
 
Em maio desemprego aumentou mais de 200% no Algarve

Em maio desemprego aumentou mais de 200% no Algarve

ver mais
 
PSD Albufeira condena posição do PS sobre decisão do Governo britânico

PSD Albufeira condena posição do PS sobre decisão do Governo britânico

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio