Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Previsões do Banco de Portugal colocam economia portuguesa a crescer já a partir de 2021

Previsões do Banco de Portugal colocam economia portuguesa a crescer já a partir de 2021
Imprimir Partilhar por email
26-03-2020 - 14:27
Os economistas têm traçado alguns cenários possíveis para a forma como a economia portuguesa vai reagir após a pandemia da Covid -19 e, neste sentido, o Governador do Banco de Portugal prevê que, “se o impato Coronavírus for limitado, a economia portuguesa vai cair, 3,7% este ano”. Nas mesmas projeções, o Banco de Portugal coloca as coisas noutros moldes anotando que, “se assim não for pode descer até 5,7%”.
 
A instituição liderada por Carlos Costa regista no boletim económico de março que, no cenário base, estima-se uma redução de 3,7% do PIB real em 2020. Assume-se que “o impacto económico da pandemia é relativamente limitado, o que decorre, em parte, da hipótese de que as medidas adotadas pelas autoridades económicas são bem-sucedidas na contenção dos danos sobre a economia."
 
Assim, tendo por base o mesmo documento, estima-se que, a economia portuguesa apresenta um crescimento ainda fraco em 2021 (0,7%), recuperando mais notoriamente em 2022 (3,1%).
 
O Banco de Portugal regista que, num cenário adverso, "assume-se que o impacto económico da pandemia é mais significativo devido à paralisação mais prolongada da atividade económica em vários países, conduzindo a maior destruição de capital e perda de emprego".
 
A instituição assinala que, “Este cenário considera também uma maior incerteza e níveis de turbulência mais significativos nos mercados financeiros" e nestas condições, a economia portuguesa poderá registar uma recessão mais profunda, com o PIB a reduzir-se 5,7% em 2020.
 
Em termos de projeções, o mesmo documento realça que, nos anos seguintes, a atividade económica recupera, prevendo-se um crescimento de 1,4% em 2021 e de 3,4% em 2022.
 
Acrescenta ainda o Banco de Portugal que "a incerteza em torno destes cenários é muito elevada tendo em conta a evolução recente da pandemia, as medidas de confinamento adotadas pela generalidade dos países, a elevada perturbação nos mercados financeiros e as medidas de política que têm vindo a ser sucessivamente reforçadas em várias jurisdições. Atendendo às condições de partida e à incerteza que envolve a crise em curso, não podem ser excluídos cenários ainda mais adversos", concluiu a mesma fonte.
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Covid.19: 4º óbito no Algarve registado no Hospital de Portimão

Covid.19: 4º óbito no Algarve registado no Hospital de Portimão

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Covid.19 - Doentes algarvios que vão às urgências não são submetidos ao teste

Covid.19 - Doentes algarvios que vão às urgências não são submetidos ao teste

ver mais
 
Câmara de Loulé lançou plano de promoção à saúde pública e reforça orçamento das famílias e empresas

Câmara de Loulé lançou plano de promoção à saúde pública e reforça orçamento das famílias e empresas

ver mais
 
Suspeitas de homicídio de jovem de 21 anos ficam em prisão preventiva

Suspeitas de homicídio de jovem de 21 anos ficam em prisão preventiva

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio