Economia

Programa Operacional Regional do Algarve regista compromisso de 102% e execução de 50%

José Apolinário - Presidente da CCDR Algarve
José Apolinário - Presidente da CCDR Algarve  
O Programa Operacional Regional do Algarve, que gere os fundos europeus alocados diretamente à região, atingiu, no final de julho, uma taxa de execução de 50,26 por cento e 102,59 por cento de taxa de compromisso.

 
Segundo informou a CCDR em nota emitida, nos últimos oito meses, a aceleração na execução do Programa Operacional Regional foi muito significativa, quer na aprovação de novos projetos e investimentos, passando a taxa de compromisso dos 85,9% para os atuais 102,6%, quer na execução dos projetos aprovados que aumentou dos 39% registados em novembro de 2020 para um valor superior a 50% registados no final de julho deste ano.
 
Recorde-se que o Programa Operacional Regional 2014-2020 tem uma dotação de 318 milhões de euros, dos quais 231 milhões de FEDER e 87 milhões de Fundo Social Europeu, e deverá ser integralmente executado até meados de 2023.
 
No Algarve, a responsabilidade da gestão é de uma comissão diretiva presidida pelo Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) da região do Algarve, que integra o Presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), em representação dos Municípios, e um representante do Governo, suportados por uma estrutura técnica na CCDR Algarve.