112

Queimada descontrolada consumiu cinco viaturas em Olhão

Fotos| D.R (José Duarte)
Fotos| D.R (José Duarte)  
 
 
 
A GNR informou ter identificado, ontem, um homem de 21 anos por incêndio florestal, no concelho de Olhão.

 
A força de segurança revela em comunicado, que após ter recebido um alerta para um incêndio florestal, e ter-se deslocado de imediato para o local, apurou «que o incêndio teve origem numa queima de sobrantes que se descontrolou e consumiu cerca de 300 metros quadrados de vegetação e cinco veículos que se encontravam estacionados na via pública, adjacente ao terreno». Ao Algarve Primeiro, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro, confirmou que o fogo foi extinto próximo dos armazéns da Conforama em Olhão.
 
No decorrer das diligências policiais, foi identificado o suspeito responsável pela queima que, ao se aperceber que tinha perdido o controlo da queima, alertou as autoridades.
 
A GNR relembra que as queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal; em qualquer altura do ano é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola bem como efetuar queimadas sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia. Para evitar acidentes deverão ser seguidas as regras de segurança.
 
Ao nosso jornal, o proprietário do terreno referiu que das 5 viaturas afetadas pelo fogo, 4 ficaram completamente destruídas e estavam em terreno privado.