Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Sabe proteger-se de pessoas tóxicas? Este artigo pode ajudá-lo
Imprimir Partilhar por email
Tem-se falado muito de pessoas tóxicas, do quanto algumas pessoas são capazes de nos reduzir a qualidade de vida e o bem-estar, mas é importante que saibamos identificá-las claramente e, acima de tudo, que nos consigamos proteger das suas agressões, pois não faz qualquer sentido apenas dizer que são pessoas tóxicas, precisamos de nos proteger o mais possível das suas atitudes e artes de manipulação.
 
Pessoas “boas e más” há em todo o lado, até mesmo no seio da nossa família, mas as pessoas tóxicas reúnem um conjunto de características muito particular, já que são incapazes de se colocar no lugar do outro e, em nada se preocupam com o que provocam aos demais. Para estas pessoas, o que importa é a sua forma de estar na vida, os seus objetivos, manterem-se fieis a si mesmas e sem pensar em mudar uma ‘vírgula’ ao que são, pois quando estão infelizes consigo mesmas, vão procurar outras pessoas para descomprimir, não olham para dentro de si, muito menos assumem e identificam os seus próprios erros. É por essa razão que, é tempo perdido tentar mudar alguém com estas características.
 
Geralmente, essas pessoas são atraídas por quem é racional e, fazem de tudo para os enrolar nas suas histórias, nos seus dramas, nos seus caprichos, sempre à procura de atenção, de um agrado, de uma recompensa. Para agradá-los, as pessoas racionais e educadas, acabam por lhes satisfazer uma série de vontades e por se prejudicarem cada vez mais, por isso, é importante estar atento para não permitir que uma pessoa tóxica ganhe muito espaço e importância na sua vida.
 
De um modo geral, as pessoas tóxicas apresentam este conjunto de “atributos”:
 
1-Fazer papel de vítima quando lhe é conveniente: No emprego, na esfera social ou pessoal, todos nós já nos deparamos com pessoas que se fazem de vítimas para chamar a atenção dos outros. Estas pessoas são adeptas da “coitadinhice” para terem o que pretendem.
 
2- Acreditam que o mundo está contra elas: Dificilmente uma pessoa tóxica analisa as situações que surgem naturalmente ou reflete sobre as coisas que ela mesma causa. Esse é um dos fatores que a leva a que se sinta vítima na situação. Por ter dificuldade em assumir os seus próprios erros, não entende e não aceita críticas e, quando algo não sai conforme queria, diz que o mundo está contra ela.
 
3- São invejosas, ciumentas e orgulhosas: Esses sentimentos são como ‘vampiros emocionais’ para as pessoas racionais, pois sugam energia desnecessariamente. O problema é que as pessoas tóxicas baseiam as suas vidas neles. Não valorizam as suas conquistas pessoais e profissionais. Nunca estão satisfeitas com o que têm e almejam o que é do outro. Possuem uma tendência natural a achar que o que o outro tem é melhor que o dela. Também nunca admitem que estão erradas, mesmo sabendo disso.
 
4- Culpam o outro pelos seus fracassos: Pessoas tóxicas também tendem a culpar o outro por tudo o que lhes corre mal na sua vida. Para elas, isso é mais fácil e menos constrangedor do que assumir o próprio erro. Por norma, este tipo de pessoas não pode ser contrariada sob pena de o seu mundo “desabar”.
 
5- São pessimistas por natureza: O pessimismo está presente no dia a dia das pessoas tóxicas. Veem apenas o lado negativo de tudo e valorizam-no, contagiando muitas pessoas em seu redor. Este perfil consegue transformar um ambiente saudável num local carregado de energias negativas. É capaz de mudar a opinião positiva de algumas pessoas para negativas e afetar a vida pessoal e profissional de todos os que lhe são próximos.
 
6- Só pensam em si mesmas: São extremamente egoístas. São pessoas que têm o hábito de só falarem de si mesmas, focando sobretudo as vantagens, benefícios e conquistas que têm na vida. Quando outra pessoa fala, costumam ignorar e até gozar, pois acham que só os seus assuntos são interessantes, o que lhes alimenta o ego. O problema é que faz muito mal a quem convive com eles.
 
7-Colocam o outro numa balança/numa posição de escolha: As pessoas tóxicas têm a mania de obrigar o outro a fazer escolhas do tipo: “ou eu ou ele”, “ou o meu ou o dele”, “ou isso ou aquilo”. Se escolher o outro lado, ficam inconformadas e perdem a cabeça, pois acreditam que estão sendo inferiorizadas numa competição que só elas visualizam. Se escolhe o deles, acaba por ter de fazer tudo o que eles querem, portanto, qualquer uma das escolhas é sempre negativa. O ideal é nem entrar no jogo!
 
8- Nunca se desculpam: Por achar que estão sempre certas, as pessoas tóxicas não veem a necessidade de se desculpar. Fazer isso seria como admitir que estão erradas e isso soaria como uma humilhação. Nesse caso, mentiras podem ser contadas para distorcer a história e mudar os factos. As pessoas tóxicas podem contar uma versão diferente para mudar a realidade e saírem por cima da situação.
 
9- São (muito) manipuladoras: As pessoas tóxicas também possuem uma grande capacidade argumentativa e possuem um alto poder de persuasão. Afinal, para conseguirem o que querem, sabem que precisam desse poder, mesmo que isso signifique prejudicar o outro. Também podem fazer com que o outro se sinta a dever algo, mesmo que não seja verdade, para conseguirem a sua ajuda e para os terem sempre “presos” a si e às suas vontades e caprichos.
 
10- São profundamente infelizes: As pessoas tóxicas costumam esconder uma tristeza profunda, além de um vazio que não pode ser preenchido por nada. Os seus pensamentos e atitudes impedem-nas de ter uma vida em paz consigo mesmas e com as pessoas em seu redor.
 
Partindo destas características, é importante saber que se tem de proteger. Como? Uma boa solução é o distanciamento destas pessoas, mas quando por algum motivo tem mesmo de lidar com elas por razões profissionais ou outra, opte por “estar sempre acima delas”. Não lhes dê justificações, não use o comportamento defensivo, ignore-as o mais possível. Procure manter e afirmar a sua autonomia sem perder muito tempo com os comentários que ouve ou com o que lhe fazem, mas logo que possível, procure uma mudança de emprego ou de função, pois torna-se muito complexa a tarefa de suportar um colega nestes moldes. O mesmo se passa no seio da família. Ter um cônjuge com estes atributos tão negativos faz adoecer diariamente, pois retira a qualidade de vida e o bem-estar, os momentos de descontração e de encontro pessoal, para além de ser “uma bomba” para a sua autoestima.
 
Tenha sempre em mente que, a sua liberdade é muito valiosa e que, não há relação no mundo capaz de a pagar ou de a substituir, por isso, afaste-se o mais possível de alguém que não gosta de si, que não o respeita, que não é capaz de assumir um erro, muito menos mudar para que a vossa vida siga um outro sentido.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88014)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37628)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21308)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15198)

Não podemos viver sem amor

(12349)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11536)

A mentira: um mal necessário

(9680)

Idade não traduz maturidade

(9502)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9462)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8948)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8687)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8659)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7346)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6359)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6038)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5799)

É Demissexual?

(5612)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5530)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5420)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5415)

A “ciência” do aperto de mão

(5270)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5043)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4953)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4918)

O poder das ervas aromáticas

(4884)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4832)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4827)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4719)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4633)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4578)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4554)

A família é a base do sucesso escolar

(4505)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4398)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4371)

O que muda na mulher aos 40?

(4370)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4344)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4298)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4291)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4268)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4233)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4154)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4109)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4069)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3991)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3965)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3902)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3895)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3858)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3842)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3823)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Covid.19:Novos casos são de Lagos e Portimão (contagem por concelho)

Covid.19:Novos casos são de Lagos e Portimão (contagem por concelho)

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Covid.19:CDS diz que algarvios precisam "de resposta urgente"

Covid.19:CDS diz que algarvios precisam "de resposta urgente"

ver mais
 
Futsal:Clubes de Faro assinam protocolo "histórico"

Futsal:Clubes de Faro assinam protocolo "histórico"

ver mais
 
I Liga:Portimonense perde em casa frente ao Vitória de Guimarães

I Liga:Portimonense perde em casa frente ao Vitória de Guimarães

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio