Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Ser forte não é um luxo. Descubra os principais segredos
Imprimir Partilhar por email
Em primeiro lugar, importa ter em conta que, ser emocionalmente forte não traduz fazer de conta que nada se passa, muito menos dizer aos outros que se é forte e procurar exibir uma força interior que não se tem.
 
Ser emocionalmente forte implica ser resiliente, realista e encarar a vida de frente; ver as coisas como elas são e não desistir nas primeiras dificuldades, mas mudar de rumo sempre que necessário. Ser emocionalmente forte, é aprender a lutar perante as adversidades, mas também a aceitar que nem tudo nos corre como gostaríamos e que não conseguimos controlar tudo na nossa vida.
 
Neste sentido, resumi 10 recomendações que lhe podem ser úteis e que deverá incutir para que as possa aplicar no seu quotidiano:
 
1- Encare as dificuldades como oportunidades
 
A base é pensar que um incidente, uma falha ou a correção de um erro é uma oportunidade para fazer melhor e não para desistir.
 
2- Aceite imprevistos e falhas
 
É sabido que uma vida demasiado regrada não nos conduz nem à felicidade, nem à aprendizagem, por isso devemos estar despertos para aprender, para inovar e tentar algo novo, afinal “quem não arrisca, não petisca”. Não saberemos o resultado de algo se não tentarmos, se não corrermos alguns riscos. A capacidade de dar resposta aos nossos problemas, vai ajudar-nos a crescer e a sermos mais fortes, por isso, arrisque fazer algo de novo se assim o entender e aceite que a falha é sempre uma possibilidade, mesmo que tenha tudo controlado e pensado.
 
3- Adapte-se à mudança
 
Ser resiliente está relacionado com a flexibilidade.
 
As pessoas resilientes são capazes de se adaptar às mudanças, aprender e ser felizes em situações novas.
 
Após a mudança, é fundamental encontrar a estabilidade, já que isso é a base para o conforto e bem-estar.
 
“A sua vida não fica melhor por acaso, fica melhor através da mudança”. - Jim Rohn.
 
4- Encontre a sua estabilidade emocional
 
Ser emocionalmente forte nem sempre significa estar contente, mas sim manter um nível estável de humor. Ou seja, estar em paz, relaxado ou em harmonia.
 
A estabilidade emocional e a capacidade de manter a “cabeça fria” são habilidades importantes para lidar com situações difíceis, já que costumam ser uma característica que aumenta com a idade e acarreta mais felicidade. É importante reter que, as pessoas fortes não fogem das emoções negativas, mas sim enfrentam-nas, resolvem o que podem e aceitam aquilo que não tem solução.
 
5- Trabalhe a sua forma física
 
Trabalhar o seu condicionamento físico pode ajudá-lo a sentir-se melhor física e mentalmente, além de torná-lo mais resiliente.
 
Uma parte de ser resiliente é sentir-se com algum controle da situação e que consegue resolvê-la, apesar dos desafios que tem pela frente.
 
Segundo Ben Michaelis, pode parecer contra-intuitivo, mas qualquer um de nós pode ser mais forte mentalmente ao ser mais forte fisicamente, através do exercício cardiovascular. Os dados indicam a relação entre a saúde física e a emocional. Por isso muitas vezes “eu sugiro às pessoas que querem construir a sua resiliência emocional que comecem por fortalecer a sua resistência física”.
 
6- Foco nas soluções
 
Como vai superar um obstáculo pensando só no problema e não na solução?
Isto quer dizer que, gastamos menos tempo e energia reagindo inteligentemente à procura da solução para o problema e não alimentando o que o gerou.
 
7- Viva o presente
 
Estar aqui e agora, apostando mais no presente, permite-lhe ver as coisas como elas são. Dessa forma, também poderá resolver melhor os seus problemas, já que estes se situam no tempo atual, apesar de virem do passado e de serem uma preparação para o futuro.
 
Esta habilidade é também chamada de consciência plena e está relacionada com a estabilidade emocional, menor stress e ansiedade, e lucidez.
 
8- Seja persistente
 
A psicóloga Angela Lee Duckworth descobriu que a perseverança é a qualidade mais relevante para o sucesso nas mais variadas áreas, isto porque não nos permite desistir dos erros, mas sim assumi-los, corrigi-los e voltar a tentar.
 
A paciência e a perseverança têm um efeito mágico que faz as dificuldades desaparecerem e os obstáculos desvanecerem. -John Quincy Adams
 
9- Veja a vida sob o ponto de vista positivo-realista
 
As pessoas resilientes levantam-se rapidamente após as quedas.
 
Durante um período  podem sentir-se tristes, chateadas ou sem esperança, mas voltam a levantar-se para enfrentar os seus obstáculos.
 
Para ser forte emocionalmente, você tem que ter a esperança positiva-realista e a clareza pessimista. Isso permite:
 
a) ver as possibilidades, b) ter motivação, c) ser crítico e d) aceitar que os fracassos e os eventos negativos podem acontecer.
 
10- Aprenda a “deixar ir”
 
Ser forte mentalmente é estar ciente de que em certas circunstâncias damos o nosso melhor e não podemos fazer mais nada.
 
É importante reconhecer que só pode controlar as próprias ações, e que ninguém tem o controle sobre os resultados dessas ações. As ações de outras pessoas também escapam ao nosso controle, por isso, quando percebemos que não estamos no caminho certo, é essencial abandonar o barco e seguir noutra linha de orientação. Podemos querer muito uma coisa, mas temos de estudar a melhor forma de lá chegar, sendo que ao encontrarmos obstáculos, devemos ler os sinais e decidir qual o passo seguinte. Pensar antes de agir também nos ajuda muito nessa tarefa.
 
Às vezes, a melhor solução para um problema é aceitar que não podemos controlá-lo e seguir em frente, evitando esbarrar uma e outra vez contra o mesmo obstáculo.
 
É fundamental saber quando devemos sair de uma relação destrutiva, de uma amizade tóxica, de um emprego que não nos acrescenta. Ter esta capacidade também revela muita força emocional.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88059)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37664)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21530)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15319)

Não podemos viver sem amor

(12422)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11577)

A mentira: um mal necessário

(9721)

Idade não traduz maturidade

(9571)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9508)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(9002)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8711)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8707)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7384)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6477)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6069)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5821)

É Demissexual?

(5644)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5547)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5502)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5436)

A “ciência” do aperto de mão

(5322)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5064)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4978)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4940)

O poder das ervas aromáticas

(4917)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4899)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4850)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4738)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4674)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4608)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4576)

A família é a base do sucesso escolar

(4523)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4414)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4413)

O que muda na mulher aos 40?

(4410)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4372)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4324)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4311)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4289)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4248)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4172)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4132)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4086)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(4009)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3990)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3959)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3925)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3877)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3861)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3841)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
GNR detém em flagrante quatro indivíduos a assaltar interior de veículo em Boliqueime

GNR detém em flagrante quatro indivíduos a assaltar interior de veículo em Boliqueime

ver mais
 
Autoridades identificam alegada autora de falso alarme sobre criança atirada ao mar em Portimão

Autoridades identificam alegada autora de falso alarme sobre criança atirada ao mar em Portimão

ver mais
 
Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio