Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Síndrome de Burnout ou Esgotamento Profissional. Sabe como prevenir?
Imprimir Partilhar por email
A pertinência em esclarecer os nossos leitores acerca desta síndrome prende-se essencialmente com a importância de a conhecer melhor e de a prevenir.
 
Nesse sentido, é essencial saber que, a Síndrome de Burnout é um estado físico, emocional e mental de exaustão extrema que resulta do acumular excessivo em situações de trabalho que são emocionalmente exigentes e/ou stressantes, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.
 
A principal causa da doença, conhecida também como "Síndrome do Esgotamento Profissional", é justamente o excesso de trabalho.
 
A síndrome manifesta-se essencialmente em profissionais que exercem a sua atividade sob pressão e com responsabilidades constantes, podendo afetar qualquer pessoa desde que trabalhe nessas condições.
 
Para além de ser importante ponderar melhor a vida profissional, os indivíduos devem estar atentos aos sinais para que possam pedir ajuda atempadamente.
 
Sinais mais comuns da síndrome são: ansiedade, falta de vontade de sair da cama ou de casa que, de forma recorrente, podem indicar a presença da doença, tal como as insónias, a falta de apetite, dificuldades de concentração, sentimentos de fracasso e insegurança, negatividade constante, sentimentos de derrota e desesperança, sentimentos de incompetência, bem como alterações repentinas de humor.
 
Dos sinais destacam-se também: o isolamento, a fadiga, tensão alta, dores musculares, problemas gastrointestinais e alterações nos batimentos cardíacos.
 
Estes sintomas surgem de forma leve, aumentando à medida em que o indivíduo permanece exposto às causas, razão pela qual precisa de ser avaliado por um profissional de saúde que, em primeira instância, pode ser o médico de família. Em casos mais graves, este profissional fará o encaminhamento para um médico especialista.
 
O tratamento envolve a Psicoterapia e, em muitos casos, justifica-se também a medicação específica. O tratamento normalmente surte efeito num espaço entre um e três meses, mas pode perdurar por mais tempo, conforme cada caso.
 
Para que o tratamento se torne mais eficaz, é necessário ponderar mudanças nas condições de trabalho e, principalmente, mudanças nos hábitos e estilos de vida. A atividade física regular e os exercícios de relaxamento devem ser rotineiros, para aliviar o stress e controlar os sintomas da doença. Após diagnóstico médico, é fortemente recomendado que a pessoa tire férias e desenvolva atividades de lazer com pessoas próximas - amigos, familiares, cônjuges etc.
 
A melhor forma de prevenir a síndrome é adotar hábitos que diminuam o stress e a pressão no trabalho.
 
É essencial entrar num estilo de vida mais saudável, reservando um tempo diário para si mesmo e para desfrutar do melhor que a vida tem para lhe oferecer. Listamos alguns exemplos que podem alterar a sua forma de encarar a vida:
 
Definir pequenos objetivos na vida profissional e pessoal;
 
Valorizar as pessoas que tem ao seu lado. Priorizar a família, os afetos e os momentos em conjunto.
 
Proteger-se socialmente de pessoas tóxicas e que lhe transmitam más influências e pensamentos;
 
Dar um sentido às suas emoções reservando um tempo diário para os momentos agradáveis com aqueles que ama;
 
Participar em atividades de lazer com amigos e familiares;
 
Fazer atividades que "fujam" à rotina diária, como passear, comer fora de casa, ir ao cinema ou estar em contacto com a natureza;
 
Evitar o contato com pessoas "negativas", especialmente aquelas que reclamam do trabalho ou dos outros;
 
Conversar com alguém de confiança sobre o que se está sentindo.
 
Fazer atividades físicas com regularidade;
 
Evitar o consumo de bebidas alcoólicas, tabaco ou outras drogas que acabam por agravar a situação e mascarar os problemas.
 
Não se automedicar nem tomar remédios sem prescrição médica;
 
Estar atento a si mesmo, tentando compreender aquilo que lhe é mais positivo para que possa ser enaltecido e valorizado. Lembre-se de que, todos temos problemas, mas que temos de ir encontrando alternativas e encontrar sempre as formas mais simples para viver mais e melhor.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86478)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36257)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16017)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(12699)

Não podemos viver sem amor

(11442)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(9753)

A mentira: um mal necessário

(8601)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8377)

Idade não traduz maturidade

(7949)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7659)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7645)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6594)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5168)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5077)

É Demissexual?

(4872)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4863)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4655)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4256)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4183)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4153)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4000)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(3995)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(3977)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(3959)

O poder das ervas aromáticas

(3870)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3772)

A “ciência” do aperto de mão

(3752)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3660)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3656)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3650)

A família é a base do sucesso escolar

(3609)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3601)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3600)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3586)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3564)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3541)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3531)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3510)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3459)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3435)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3370)

O que muda na mulher aos 40?

(3337)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3294)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3216)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3183)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3131)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3121)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3081)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3071)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3067)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Nova campanha da CP lança viagens Faro-Lisboa por 4,50 euros

Nova campanha da CP lança viagens Faro-Lisboa por 4,50 euros

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Secretário de Estado da Economia na cerimónia que distingue empresas do concelho de Loulé

Secretário de Estado da Economia na cerimónia que distingue empresas do concelho de Loulé

ver mais
 
PJ de Portimão detém homem por manter relações sexuais com filha menor de companheira

PJ de Portimão detém homem por manter relações sexuais com filha menor de companheira

ver mais
 
Obra que requalifica frente ribeirinha de Olhão adjudicada por 1,75 milhões de euros

Obra que requalifica frente ribeirinha de Olhão adjudicada por 1,75 milhões de euros

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio