Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Sofre da Síndrome do “Sabe-tudo”?
Imprimir Partilhar por email
Existem realmente pessoas muito inteligentes e que sabem muito acerca de vários temas, ainda assim, o cérebro humano tem limites e ninguém pode dizer ou pensar que sabe tudo. No entanto, há pessoas que se convencem de saber tudo e, mal alguém diz alguma coisa, já estão a completar, muitas vezes com crenças pessoais ou com o que foram retirando daqui e dali que lhes cria a ilusão de estarem preparados para comentarem tudo.
 
Esta atitude impede que aprendam mais, que se tornem acessíveis e sensíveis aos outros e que consigam mudar de opinião mesmo quando estão errados, pois apresentam muita resistência à mudança por se iludirem de que sabem tudo.
 
Os psicólogos da Universidade de Michigan analisaram essa atitude para determinar se os sabe-tudo sabem realmente mais do que os outros, e se essa crença de superioridade lhes permite aplicar melhores estratégias de aprendizagem que lhes permitam aprofundar o conhecimento.
 
Com um trabalho de investigação, os psicólogos queriam saber se estas pessoas eram realmente dotadas de conhecimentos acima da média e, até que ponto isso lhes poderia trazer algum benefício.
 
O estudo permitiu descobrir que, algumas pessoas, mesmo quando não entendiam bem o assunto, afirmavam saber mais do que outras e insistiam em usar informações para confirmar  a sua visão parcial, ignorando os dados que as tornavam menos especialistas.
 
Essa atitude arrogante intelectualmente não deriva do conhecimento, mas sim da sua ausência, o que quer dizer que, algumas pessoas se passam por peritas em algumas matérias, mesmo sem saberem muito do assunto, o que traduz que, “quanto menos sabemos, mais nos agarramos a crenças para dar uma resposta pronta a tudo”.
 
Na pesquisa, os participantes tiveram que preencher uma série de questionários para demonstrar os seus conhecimentos sobre política, mas os psicólogos inseriram algumas armadilhas: termos inventados. Curiosamente, as pessoas inteligentes selecionaram mais termos falsos e insistiram que os conheciam. Pelo contrário, as pessoas que demonstravam um conhecimento mais sólido costumavam assumir uma atitude mais humilde e às vezes até subestimavam os seus conhecimentos.
 
Reforçando as palavras do filósofo britânico Betrand Russell: “O maior problema do mundo é porque os ignorantes e os fanáticos estão muito seguros de si mesmos e as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas”.
 
Noutra fase da investigação, alguns participantes leram um artigo sobre um tema controverso que concordava com o seu ponto de vista e outro grupo leu um ensaio que diferia das suas ideias, o que levou a perceber que, uma pessoa inteligente, quando encontra informação que contradiz os seus pontos de vista, deve procurar um ponto de equilíbrio e refletir sobre as suas crenças iniciando um pensamento crítico.
 
No entanto, os psicólogos descobriram que pessoas que se dizem especialistas costumavam escolher os dados que sustentavam as suas crenças e ignoravam aqueles que os contradiziam.
 
Percebeu-se então que, esse modo de lidar com a realidade alimenta o seu sentimento de superioridade intelectual, além de fazê-los perder oportunidades de ampliar conhecimentos integrando outros pontos de vista.
 
De um modo geral, as pessoas que dizem saber tudo, acabam por se isolar no seu conhecimento e nas suas crenças, perdendo a oportunidade de ampliar esses conhecimentos e de encontrar outras opiniões acerca do mesmo assunto que são muito ricas do ponto de vista intelectual.
 
Perante esta situação, realça-se o facto de um “eu” maduro ser mais recetivo a novos conhecimentos e ser capaz de mudar de opinião, já que é capaz de colocar em causa as suas crenças e de ser humilde ao ponto de assumir que, ninguém é dotado de todo o conhecimento e que estamos sempre a aprender nas relações com os outros.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86609)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36447)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16576)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(12983)

Não podemos viver sem amor

(11549)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(9994)

A mentira: um mal necessário

(8673)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8470)

Idade não traduz maturidade

(8084)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7768)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7735)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6824)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5235)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5163)

É Demissexual?

(4946)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4920)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4720)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4330)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4245)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4226)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(4148)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4067)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(4066)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4041)

O poder das ervas aromáticas

(3984)

A “ciência” do aperto de mão

(3918)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3829)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3803)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3740)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3715)

A família é a base do sucesso escolar

(3683)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3681)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3672)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3658)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3641)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3633)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3627)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3597)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3537)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3489)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3445)

O que muda na mulher aos 40?

(3441)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3355)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3275)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3243)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3208)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3177)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3159)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3137)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3136)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Castro Marim acolhe reunião do Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais

Castro Marim acolhe reunião do Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais

ver mais
 
Câmara de Olhão destaca jovens do concelho que conquistaram a "excelência" em diversas áreas

Câmara de Olhão destaca jovens do concelho que conquistaram a "excelência" em diversas áreas

ver mais
 
 «Saberes em Festa» marca 3ª edição do dia Internacional das Cidades Educadoras em Lagoa

«Saberes em Festa» marca 3ª edição do dia Internacional das Cidades Educadoras em Lagoa

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio