Economia

Trabalhadores do Vilanova Resort foram recebidos pelo Presidente do Turismo do Algarve

Os trabalhadores do Vilanova Resort, em Albufeira, estiveram concentrados, esta segunda-feira, 13 de junho, em frente à Região de Turismo do Algarve, para denunciar os 4 meses de salários em atraso e solicitar a intervenção da RTA para ajudar na resolução do problema que afeta cerca de 40 trabalhadores.

 
Segundo o Sindicato da Hotelaria do Algarve, os trabalhadores exigem ainda a reabertura do empreendimento turístico e o regresso aos seus postos de trabalho, tendo em conta que havia reservas para os próximos meses mas as mesmas foram recusadas pela administração.
 
Durante o protesto, uma delegação composta por António Goulart, coordenador da União dos Sindicatos do Algarve/CGTP-IN, Tiago Jacinto, coordenador do Sindicato da Hotelaria do Algarve e duas trabalhadoras do Vilanova Resort, em representação dos restantes trabalhadores, foram recebidos por João Fernandes, Presidente da RTA, que se mostrou sensibilizado para o problema e prometeu desenvolver deligências junto de várias entidades oficiais e o Governo, para que os trabalhadores possam ter algum apoio imediato para fazerem face às suas necessidades básicas e tentar encontrar uma solução.
 
O sindicato refere em comunicado que já pediu a intervenção da Autoridade das Condições do Trabalho mas até ao momento não obteve qualquer informação formal sobre a situação. Numa reunião, na Unidade Local de Faro da ACT, a pedido do sindicato, realizada no dia 6 de junho, os sindicalistas foram informados de que a ACT não iria fazer participação ao Ministério Público pelo facto da empresa ter recebido verbas da Segurança Social referentes ao lay-off simplificado e não pago qualquer valor aos trabalhadores. O sindicato está a ponderar fazer essa participação ao Ministério Publico, mas considera, que essa é uma responsabilidade e um dever da ACT.
 
Os sindicalistas também pediram uma reunião à Segurança Social, a qual está marcada para amanhã, 15 de julho.