Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Truques para viver de consciência tranquila
Imprimir Partilhar por email
Vivemos de consciência tranquila quando agimos em conformidade com os nossos valores, com a forma como começamos a integrar o mundo e a nos relacionar com os outros.
 
Esta é a base de tudo. Aprendemos numa determinada cultura aquilo que é certo e que “podemos fazer” e aquilo que é “errado” e que não devemos fazer, mas acima de tudo, devemos tentar compreender a razão pela qual podemos ou não podemos fazer algo, já que, é daí que resulta a nossa tomada de posição e a consciência da realidade; da nossa e da dos outros.
 
As sociedades organizam-se por valores comuns, pelo que, quem foge à regra terá de ter um motivo muito forte para fazer esse desvio. Não é por acaso que há pessoas mais felizes que outras: as que cumprem as orientações sociais vivem mais felizes e tranquilas, as que não cumprem alimentam o medo e a ansiedade porque estão sempre à espera de represálias e que alguém lhes aponte o dedo pelo erro.
 
Neste sentido, viver de consciência tranquila dá trabalho, pois implica que nos conheçamos bem, que nos assumamos como somos, que aceitemos e respeitemos os nossos valores e que saibamos ter uma censura forte para não nos deixarmos levar pelas primeiras impressões quando de um desvio se trata. Uma pessoa que valida e acredita nos seus valores, não se deixa levar pela arte da manipulação de gente mal intencionada, por muita insistência que lhe seja feita. Uma pessoa que faça parte de uma sociedade e que esteja bem e em conformidade com os seus valores, não anda à procura de uma falha no sistema para poder fazer algo incorreto, mais depressa alerta para um eventual perigo que daí possa surgir.
 
É verdade que muitas pessoas fogem às regras e se metem em caminhos desviantes, mas é importante termos em conta que não são a maioria, razão pela qual sabemos muito bem que, quem pratica atos ilícitos não vive de consciência tranquila, uma vez que não suporta o medo e a ansiedade que isso lhe gera, sem esquecer a pressão de estar sempre à espera de um “castigo” ou de uma condenação pelo que fez. Uma pessoa que não cumpriu a lei também tem muita dificuldade em lidar com os outros, razão pela qual se isola e tem mais dificuldades em fazer amigos, pois no fundo, sente vergonha do que fez.
 
Em cinco pontos, deixo estas dicas que o podem ajudar a viver melhor e com a sua consciência mais tranquila: 
 
1- Encontre dentro de si o seu propósito de vida e as razões que o levam a cumprir as leis e os valores da sociedade e da cultura onde está inserido.
 
2- Goste de si, respeite-se e seja capaz de gostar das pessoas com valores semelhantes aos seus. Relacione-se com gente boa, com pessoas maduras, inteligentes, responsáveis e cumpridoras.
 
3- Afaste-se de pessoas tóxicas e ainda mais daquelas que querem impor a sua verdade, a sua forma de estar e de pensar. Essas pessoas estão longe da realidade das maiorias e não merecem integrar o seu grupo privado.  
 
4- Seja um bom exemplo para si mesmo, para os seus filhos, para os seus amigos e colegas de trabalho. Tenha orgulho no que sabe, no que faz e mostre o que sente. Acredite que essa postura assertiva e confiante fará com que os malfeitores se sintam mal na sua presença.
 
5- Viva em harmonia consigo mesmo. Pratique exercício físico, leia um bom livro, mantenha relações saudáveis e duradouras, pense em si, respeite os outros e evite a todo o custo relações tensas e de conflito. Opte por estar com quem lhe devolve boas emoções e energias positivas. Converse abertamente com quem merece a sua confiança e lute por ser uma pessoa cada vez melhor, por validar os seus princípios e por ter orgulho em si.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88059)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37664)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21530)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15319)

Não podemos viver sem amor

(12422)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11577)

A mentira: um mal necessário

(9721)

Idade não traduz maturidade

(9571)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9508)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(9002)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8711)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8707)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7384)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6477)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6069)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5821)

É Demissexual?

(5644)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5547)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5502)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5436)

A “ciência” do aperto de mão

(5322)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5064)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4978)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4940)

O poder das ervas aromáticas

(4917)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4899)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4850)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4738)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4674)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4608)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4576)

A família é a base do sucesso escolar

(4523)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4414)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4413)

O que muda na mulher aos 40?

(4410)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4372)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4324)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4311)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4289)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4248)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4172)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4132)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4086)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(4009)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3990)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3959)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3925)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3877)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3861)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3841)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
GNR detém em flagrante quatro indivíduos a assaltar interior de veículo em Boliqueime

GNR detém em flagrante quatro indivíduos a assaltar interior de veículo em Boliqueime

ver mais
 
Autoridades identificam alegada autora de falso alarme sobre criança atirada ao mar em Portimão

Autoridades identificam alegada autora de falso alarme sobre criança atirada ao mar em Portimão

ver mais
 
Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio