Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Uma vida demasiado regrada não conduz à felicidade
Imprimir Partilhar por email
É verdade que precisamos de regras, de normas e valores para sermos mais felizes e, sobretudo, para vivermos mais tranquilos e seguros, uma vez que controlamos e limitamos uma série de riscos e perigos, ainda assim, um estilo fechado e demasiado concentrado nas regras em todas as atividades do nosso quotidiano, retira-nos o prazer de viver, a liberdade de pensamento, a criatividade e, acima de tudo, condiciona-nos as emoções.
 
São cada vez mais os estudiosos que apontam a importância da descompressão e do tempo livre como melhoria da qualidade de vida, bem-estar e felicidade. Na base das suas teorias está a necessidade de dar espaço às emoções para que tenhamos mais liberdade de ação, para que trabalhemos com mais vontade e criatividade e, acima de tudo, para que saibamos relacionar-nos com os outros que, segundo Daniel Goleman, é fundamental. Para este psicólogo e autor de diversas obras no âmbito da inteligência emocional, a base do sucesso em tudo na vida reside na nossa capacidade de pensarmos antes de agir, mas também de ouvirmos as nossas emoções e, desta forma, permitirmos um funcionamento integral do nosso cérebro. Só com esta coordenação entre razão e emoção é que se consegue ser, por exemplo, um bom líder, defende este investigador.
 
Para Daniel Goleman, mais importante do que possuir conhecimentos técnicos para ocupar um lugar de topo, é a capacidade de um líder se relacionar com os seus subordinados. Quer isto dizer que, o excessivo tempo que temos dedicado a estudar conteúdos, por si só, não basta para que tenhamos sucesso na nossa vida profissional. Precisamos de empatia, precisamos de conseguir compreender o lado do outro e de nos posicionarmos em quem somos e no que sentimos e, temos inúmeros exemplos de bons técnicos, mas que não conseguem ser agradáveis com os seus clientes e colegas, isto porque só se concentraram no conteúdo formal e se esqueceram das relações humanas. Muitos médicos pecam por isso; são excelentes profissionais, mas não conseguem chegar ao doente, o mesmo se passa nas demais profissões em que as emoções vão marcando pontos a favor de quem as exercita.
 
Partindo desta base, todo o ser humano precisa de afeto, de compreensão, de se sentir bem consigo mesmo para tirar mais partido das suas qualidades e conhecimentos, o que quer dizer que, precisamos de rigor e de disciplina, ao mesmo tempo em que temos de dar espaço e liberdade para sentir, para ouvir o nosso eu interior e para compreendermos o que estamos a sentir num determinado momento. Para isso, precisamos de descontrair, de estar connosco próprios, de apreciar lugares diferentes de vez em quando, já que sair da rotina é muito importante para identificar as emoções, para pensar de forma mais alargada e para nos sentirmos melhor.
 
Deixo ao leitor um desafio proposto por Goleman, numa das suas obras. Escreva num papel uma lista com as 27 coisas que gostaria de concretizar até ao fim da sua vida. Não importa se são todas concretizáveis, importa é que saiba identificar o que ainda sente que tem por fazer no mundo antes de partir. Com essa tomada de consciência que poderá guardar numa gaveta e rever sempre que precisar de motivação ou inspiração para algo, encontrará um sentido, uma forma de estar, enquanto que, durante alguns momentos, entrou na sua realidade, no seu pensamento e nos seus sentimentos. Faça exercícios deste tipo de vez em quando e arrisque quebrar o excesso de disciplina que existe dentro de si! Às vezes é tão simples quanto meditar, pensar em coisas agradáveis, respirar fundo, fazer um pouco de exercício físico, ouvir uma boa música, namorar, ler um bom livro, ouvir o canto dos pássaros, brincar com os seus filhos, dar um passeio. Seja criativo e dê um novo espaço à sua vida, nem que tenha de colocar na agenda 30 minutos diários para mim, para descontrair, para estar comigo mesmo. Boa sorte!
 
Fátima Fernandes
 
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88059)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37664)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21530)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15319)

Não podemos viver sem amor

(12422)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11577)

A mentira: um mal necessário

(9721)

Idade não traduz maturidade

(9571)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9508)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(9002)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8712)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8707)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7384)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6477)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6069)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5821)

É Demissexual?

(5644)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5547)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5502)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5436)

A “ciência” do aperto de mão

(5322)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5064)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4978)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4940)

O poder das ervas aromáticas

(4917)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4899)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4850)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4738)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4674)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4608)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4576)

A família é a base do sucesso escolar

(4523)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4414)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4413)

O que muda na mulher aos 40?

(4410)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4372)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4324)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4311)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4289)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4248)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4172)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4132)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4086)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(4009)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3990)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3959)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3925)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3877)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3861)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3841)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
GNR detém em flagrante quatro indivíduos a assaltar interior de veículo em Boliqueime

GNR detém em flagrante quatro indivíduos a assaltar interior de veículo em Boliqueime

ver mais
 
Autoridades identificam alegada autora de falso alarme sobre criança atirada ao mar em Portimão

Autoridades identificam alegada autora de falso alarme sobre criança atirada ao mar em Portimão

ver mais
 
Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

Faro:Jovens franceses queixam-se de agressão "violenta" da PSP

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio