Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Município de Castro Marim explica porque razão é "Autarquia + Familiarmente Responsável" pela quarta vez

Município de Castro Marim explica porque razão é "Autarquia + Familiarmente Responsável" pela quarta vez
Imprimir Partilhar por email
09-12-2016 - 13:10
Este é o 4º ano consecutivo em que o Município de Castro Marim é distinguido, pela Associação Portuguesa das Famílias Numerosas, com o galardão de "Autarquia + Familiarmente Responsável", que premeia as melhores políticas sociais e de apoio às famílias conduzidas, este ano, por 58 municípios portugueses.
 
Este é o quarto ano consecutivo em que o município castromarinense conquista esta distinção, tendo-lhe sido, por isso, atribuída uma Bandeira com Palma, que assinala a continuidade das iniciativas e medidas sociais aqui têm sido desenvolvidas.
 
"O compromisso de continuar a ter o bem-estar e qualidade de vida das famílias como prioridade", foi assumido pelo presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, que tem vindo a promover o desenvolvimento de mais auxílios e políticas sociais no município, tais como o primeiro programa municipal de combate à obesidade, já com mais de 100 aderentes, e o programa de cessação tabágica, com uma elevada percentagem de sucesso, sendo já duzentos o número de ex-fumadores daí consequentes.
 
Este reconhecimento de "Autarquia + Familiarmente Responsável" é fruto de um conjunto de em várias áreas, não só na de apoio direto às famílias, mas também no âmbito do urbanismo, educação e formação, transportes, saúde, cultura, desporto e habitação.
 
Entre um amplo conjunto de iniciativas, medidas e programas implementados no território castromarinense, nas mais diversas áreas, a edilidade destaca o programa municipal de financiamento ou realização de obras de reabilitação em habitações das famílias mais carenciadas; a isenção do pagamento do projeto de obras e das taxas urbanísticas; a habitação social, destinada aos munícipes que não tenham habitação própria e não possuam bem e/ou rendimento que lhes permita a aquisição de uma, em regime livre ou em regime de arrendamento; a atribuição de bolsas de estudo para estudantes do ensino secundário e superior; a aquisição de manuais escolares aos alunos do 2º, 3º e 4º anos do 1º ciclo, residentes no concelho; os auxílios económicos atribuídos a alunos do ensino básico pertencentes a agregados familiares de fracos rendimentos, para aquisição de material escolar; o transporte escolar gratuito; a pioneira Unidade Móvel de Saúde, com atendimento médico. Atendendo ao flagelo do desemprego, a autarquia pode ainda apoiar as famílias mais carenciadas no pagamento de parte do arrendamento.
 
O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, e acompanha, reconhece e divulga a tomada de medidas facilitadoras da vida às famílias que vivem nas autarquias portuguesas.
 
Algarve Primeiro
 
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Frio e chuva chegam ao Algarve a partir de quinta-feira

Frio e chuva chegam ao Algarve a partir de quinta-feira

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Algar assinala Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

Algar assinala Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

ver mais
 
Proteção Civil de Loulé sensibiliza para o risco de cheias e inundações

Proteção Civil de Loulé sensibiliza para o risco de cheias e inundações

ver mais
 
Município de Faro adquire 36 viaturas para renovar frota automóvel "obsoleta"

Município de Faro adquire 36 viaturas para renovar frota automóvel "obsoleta"

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio