siga-nos | seja fã
PUB
 

Icterícia

Imprimir Partilhar por email
17-08-2013 - 16:17
É importante ter em conta que, para além da Icterícia, existe a especificidade neonatal que é uma manifestação que pode ser fisiológica ou decorrente de patologia que ocorre em alguns recém-nascidos.
 
Este tipo de Icterícia é uma consequência do aumento de bilirrubina indirecta (hiperbilirrubinemia) na corrente sanguínea, sendo a sua manifestação clínica descrita como icterícia devido à imaturidade do organismo do sujeito em realizar normalmente as suas funções. Nestes casos, a pele e as mucosas tornam-se amareladas. 
 
Esta patologia ocorre em cerca de 50% dos recém-nascidos a termo e em 70% dos recém-nascidos prematuros devido à influência da bilirrubina indirecta que está firmemente associada à albumina mas que se pode separar e circular livremente no sangue. 
 
Quando atinge níveis acima de 5 mg%, por ser neurotóxica, esta condição pode tornar-se perigosa. Refira-se que, a bilirrubina livre se difunde para o interior das células, intoxicando-as e causando a sua morte. 
 
Quantificação: 
 
A Icterícia é quantificada a partir da sua progressão crânio caudal, isto é, a progressão da cabeça para a região inferior do corpo (pernas e pés). 
 
Fatores de risco de Neurotoxidade: 
 
Alguns factores podem conduzir mais facilmente para o potencial neurotóxico da bilirrubina indirecta, são eles, o facto do bebé ser prematuro, pertencer ao sexo masculino, a presença de acidose, hipóxia (asfixia), septicemia (infecção generalizada), jejum prolongado, hipoproteinemia (diminuição das proteínas), hipotermia (descida da temperatura corporal), uso de medicamentos, isto porque alguns antibióticos, soluções hipertónicas e outros, podem fazer surtir reacções adversas. 
 
É de ter em conta que, a Icterícia deve ser tratada e controlada, sobretudo para evitar a subida dos níveis que podem constituir danos para a saúde. 
 
Complicações: 
 
De salientar que, quando a Icterícia não é convenientemente acompanhada e tratada, nos primeiros 3-4 dias de vida o recém-nascido apresenta letargia, hipotonia e tem dificuldades em sugar o leite materno. 
 
Numa 2ª fase apresenta hipertonia com espasticidade e chora na forma de gritos estridentes 
 
No fim da primeira semana apresenta uma aparente melhoria com a diminuição da espasticidade. 
 
Em regra, cerca de 2-3 meses ou mais tarde detecta-se encefalopatia crónica (coreoatetose, espasticidade, surdez, atraso mental) pelo que não existem motivos para não dar o devido acompanhamento ao bebé que poderá prevenir todas estas complicações. 
 
Ao ser tratada no tempo próprio; logo após a sua detecção, a Ictrícia é uma patologia relativamente simples de ultrapassar. 
 
Tratada nos primeiros dias de vida, uma exposição num solário pode resolver o problema com rapidez. É neste sentido que se recomenda que, desde o primeiro dia de vida, os bebés possam receber a luz solar nos quartos onde permanecem com a mãe, o que facilita e impede esta patologia. 
 
Também nos adultos, a Icterícia é caracterizada pela coloração amarelada da pele causada pela Hepatite A. 
 
Basicamente a Icterícia é uma síndrome que resulta da acumulação de bilirrubina no organismo (hiperbilirrubinemia). 
 
De um modo geral, há três causas possíveis para o aumento desses níveis de bilirrubina no sangue, são eles a Hemólise, que consiste na destruição de hemácias que leva à produção de bilirrubina a partir da hemoglobina. 
 
Uma falha no mecanismo de conjugação nos hepatócitos dá lugar a uma obstrução no sistema biliar. É de anotar que, a hepatite A provoca o amarelamento da pele e dos olhos através da acumulação da bilirrubina. 
 
Segue-se a Icterícia resultante da acumulação de bilirrubina não conjugada ou indirecta e, por fim, a já referida Icterícia neonatal que descrevemos acima. 
 
Para qualquer um dos casos, a melhor atitude a ter é o aconselhamento médico, sabendo que a menos grave é mesmo a Icterícia neonatal que, em regra e sem complicações, apenas implica um curto período de internamento hospitalar para que seja realização uma exposição num solário. 
 
Nota: Entenda este artigo como meramente informativo e um ponto de partida para estar alerta e para procurar um especialista quando necessário, uma vez que, quando tratada a tempo, esta e qualquer outra patologia, assume proporções mais simples. 
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

O Iodo é essencial para o bom funcionamento do organismo



-

Imunoterapia pode ser “a chave” para tratar o cancro



-

Infeções Urinárias



-

Íngua



-

Iridologia



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Bolo-rei gigante de Olhão foi este ano oferecido "por opção"

Bolo-rei gigante de Olhão foi este ano oferecido "por opção"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios de Loulé fez balanço de 2017

Comissão Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios de Loulé fez balanço de 2017

ver mais
 
Uber e Re-food convidam motoristas e utilizadores a juntar-se a causa solidária

Uber e Re-food convidam motoristas e utilizadores a juntar-se a causa solidária

ver mais
 
Seis arguidos acusados pelo Ministério Público por burla que rendeu mais de 800 mil euros

Seis arguidos acusados pelo Ministério Público por burla que rendeu mais de 800 mil euros

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio