Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
“Receita” para um casamento feliz
Imprimir Partilhar por email
A felicidade é sempre um objetivo a alcançar e, quando se trata da vida conjugal, o desejo aumenta consideravelmente.
 
Colocados de parte os requisitos tradicionais para um casamento feliz, a ideia de que, o matrimónio é um compromisso para a vida, faz sentido que o casal se empenhe diariamente para dividir uma vida estável e com momentos de felicidade em conjunto.
 
A vida moderna complica a tarefa, mas Stephanie Coontz, diretora de Educação Pública e autora de vários livros sobre casamento e relações, estudou a história do matrimónio e apresentou alguns truques que podem fazer toda a diferença.
 
Numa crónica no Barking Up the Wrong Tree divulgada pela revista Time, Eric Barker Writes, sublinha que “tudo o que pensávamos saber sobre o casamento está errado” e destaca alguns segredos que Stephanie Coontz revela para ter um casamento feliz.
 
1. Os casamentos eram melhores no passado? Nem por isso. No passado, os casamentos não eram melhores. Aliás, nem tinham nada que ver com amor. Os casamentos eram vitais enquanto instituição económica e política, sem que os sentimentos passassem pela relação.
 
2. Defina o que o casamento significa para si e para o seu parceiro. O casamento costumava ser uma instituição com regras rígidas. Hoje em dia as relações são mais flexíveis até porque se baseiam na liberdade total, destaca Stephanie. Ou seja, mais liberdade equivale a mais escolhas. O que não quer dizer que tenham de se focar no que o casamento costumava ser mas sim definir o que ele será para vocês enquanto casal neste tempo.
 
3. Precisam de comunicar e negociar. É preciso falar mais. Diga ao seu parceiro o que quer ou o que o preocupa em vez de esperar que a sua cara-metade tenha as respostas. “Não pode continuar a forçar o seu parceiro a seguir um papel social predeterminado ou estereótipo de género ou obrigar alguém a ficar numa relação que não o satisfaça. ‘Ame, honre e negoceie’ têm de substituir as antigas regras rígidas”, explicam as psicólogas Betty Carter e Joan Peters.
 
4. O casamento deve basear-se na amizade e no respeito mútuo. A paixão desenfreada é ótima, mas basear o compromisso para a vida nesse tipo de emoções pode ser instável. Tem de haver amizade e respeito mútuo entre um casal para garantir que a relação aguenta com as provas que o passar do tempo apresenta.
 
Encontradas as orientações, é preciso reforçar que o tempo é essencial para o casamento, pois é ele que dá lugar a muitas conquistas, descobertas e à partilha. 
 
Ser capaz de “atirar ao alto” aquilo que se assimilou como requisitos para um casamento, é o primeiro grande passo e é apontado pelos especialistas como a base central que vai libertar a mente para a criatividade, para o respeito e para a possibilidade de viver “o seu” casamento e não o da sociedade.
 
 
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(87414)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37172)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(19253)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(14040)

Não podemos viver sem amor

(12002)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11009)

A mentira: um mal necessário

(9166)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9061)

Idade não traduz maturidade

(8852)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8359)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8293)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8044)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(6832)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5726)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5604)

É Demissexual?

(5356)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5306)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(5183)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5111)

A “ciência” do aperto de mão

(4731)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4718)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4679)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4662)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4539)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(4485)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4483)

O poder das ervas aromáticas

(4443)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4358)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4258)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4241)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4179)

A família é a base do sucesso escolar

(4144)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4069)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4059)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4057)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4032)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4031)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4028)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4019)

O que muda na mulher aos 40?

(3960)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3869)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3834)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3751)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3655)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3647)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3632)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3622)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3566)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3543)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3540)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Sirene dos bombeiros de Portimão alerta quando há pessoas a mais nas ruas

Sirene dos bombeiros de Portimão alerta quando há pessoas a mais nas ruas

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Rogério Bacalhau no palco do Lethes como professor

Rogério Bacalhau no palco do Lethes como professor

ver mais
 
Secretário de Estado José Apolinário presenciou à ação de descontaminação no Lar de Boliqueime

Secretário de Estado José Apolinário presenciou à ação de descontaminação no Lar de Boliqueime

ver mais
 
Ualg cria subsídio de emergência a estudantes e está a aceitar doações

Ualg cria subsídio de emergência a estudantes e está a aceitar doações

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio