112

Proteção Civil testou resposta a risco de rotura na Barragem da Bravura

 
Foi testado esta sexta-feira, o plano de emergência interno da Barragem da Bravura, da responsabilidade da Associação de Regantes e Beneficiários do Alvor (ARBA), levado a cabo pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), que teve por base cinco cenários fictícios relacionados com precipitação intensa e subida do nível de água na albufeira.

Ainda que a rotura de uma barragem seja um acidente com muito baixa probabilidade de ocorrência, este poderá acontecer com risco de inundação com consequências que podem ser graves, sendo fundamental a existência de sistema de alerta e aviso à população.
 
O exercício designado por “Bravura’22”, resultou de uma decisão da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, tendo envolvido os Serviços Municipais de Proteção Civil de Lagos e de Portimão, municípios que seriam afetados pela onda de inundação, caso se registasse uma rotura na barragem.