Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Herpes

Herpes
Imprimir Partilhar por email
04-11-2015 - 10:57
É uma doença contagiosa, incomodativa, mas de relativa gravidade.
 
Surge normalmente nos lábios, (herpes labial), ainda que também seja comum a sua presença na zona genital ou noutras áreas do corpo.
 
Por norma, não implica grandes cuidados ou tratamento, na medida em que, ao fim de uma a duas semanas, acaba por desaparecer.
 
A maior parte das pessoas tem herpes pela primeira vez na infância e acaba por ver a sua repetição ao longo da vida. Por detrás das causas estão o frio, o calor, fases de maior vulnerabilidade do organismo, sobretudo após doença ou infeções, são as condições ideais para o surgimento de herpes.
 
De um modo geral, o herpes simples é uma doença contagiosa muito comum causada pelo vírus HSV (vírus do herpes simples humano). Existem dois tipos de HSV: o tipo 1, que frequentemente se associa a lesões orais, e o tipo 2, que é responsável por 80 a 90% das lesões genitais. A contaminação ocorre pela exposição direta ao contacto da pele e das mucosas com uma pessoa infetada.
 
Sintomas:
 
A infecção primária é definida como a primeira infeção pelo HSV num paciente que nunca teve contacto anterior com o vírus. Após a exposição o paciente poderá desenvolver as lesões da infeção primária, que geralmente são mais graves, ou apresentar uma infeção subclínica, na qual não existem lesões aparentes. Após a infecção primária, o vírus tem a capacidade de permanecer no corpo humano sem nenhum sinal ou sintoma, podendo posteriormente ser reativado para produzir a doença recorrente (herpes recidivante), que geralmente é menos grave e de duração mais curta que a infeção primária.
 
A doença caracteriza-se pela presença de vesículas (bolhinhas) que se agrupam e rapidamente progridem para feridas. Geralmente surgem na zona labial e na genitália, embora possam surgir noutras regiões.
 
As lesões surgem de forma repetida no mesmo local, sendo precedidas por sintomas locais de dor, ardor e formigueiro. O número de episódios recorrentes é variável, podendo ir de 2 a 8 ou mais, por ano. 
 
Diagnóstico:
 
Por norma é o próprio paciente que identifica a presença da doença. Em casos mais graves, uma visita ao médico pressupõe uma análise ou a observação do local que é suficiente para determinar a presença de herpes. 
 
Tratamento:
 
O tratamento deve ser iniciado quando comecem os primeiros sintomas, assim o surto deverá ser de menor intensidade e duração; evite furar as vesículas; evite beijar ou falar muito próximo de outras pessoas, principalmente de crianças se a localização for labial; evite relações sexuais se for de localização genital; lave sempre bem as mãos após manipular as feridas, pois a virose pode ser transmitida para outros locais de seu próprio corpo, especialmente as mucosas oculares, bucal e genital.
 
A medicação deve ser prescrita pelo médico quando necessário, uma vez que, na maioria dos casos, o herpes não implica qualquer tipo de tratamento específico.
 
Dado o elevado número de casos a nível mundial, a OMS está a desenvolver ensaios clínicos com vista à produção de uma vacina preventiva do herpes.
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Hipnose clínica



-

Tem “a mania das doenças”? Saiba que pode mesmo ficar doente!



-

Cuidado com o sal! Um terço dos portugueses sofre de hipertensão



-

Hipercolesterolemia Familar (colesterol elevado hereditário)



-

Hipnose



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Farense pede mais apoio para jogo de domingo com entradas grátis no Estádio de S. Luís

Farense pede mais apoio para jogo de domingo com entradas grátis no Estádio de S. Luís

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Autoridades alertam para mar agitado e ondulação forte até segunda-feira no Algarve

Autoridades alertam para mar agitado e ondulação forte até segunda-feira no Algarve

ver mais
 
Município e escolas do concelho de Olhão unidos na "Hora do Planeta"

Município e escolas do concelho de Olhão unidos na "Hora do Planeta"

ver mais
 
Mitos e desafios no doente oncológico resulta em sessão de esclarecimento em Portimão

Mitos e desafios no doente oncológico resulta em sessão de esclarecimento em Portimão

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio